Meteorologia

  • 22 JUNHO 2024
Tempo
18º
MIN 14º MÁX 27º

"Mais de 100 mil" pediram apoio à família de fevereiro, revela ministra

Os pedidos de apoio à família, referentes a fevereiro, terminaram no dia 15 de março. Em janeiro, foram registados 64 mil pedidos por parte dos trabalhadores.

"Mais de 100 mil" pediram apoio à família de fevereiro, revela ministra
Notícias ao Minuto

10:36 - 17/03/21 por Notícias ao Minuto

Economia Covid-19

Mais de 100 mil trabalhadores pediram o apoio à família referente a fevereiro, acima dos 64 mil registados em janeiro, de acordo com o balanço mais recente apresentado pela ministra do Trabalho, Ana Mendes Godinho, esta quarta-feira, no Parlamento. Além disso, as medidas de apoio no âmbito da Covid-19 já permitiram apoiar "168 mil empresas".

"Até ao momento temos 2 milhões e 800 mil pessoas abrangidas pelas medidas extraordinárias que foram sendo criadas e implementadas", disse Ana Mendes Godinho.

A ministra do Trabalho adiantou que, no total, somam-se já "três mil milhões de euros em apoios pagos, o que inclui também isenções contributivas e reduções contributivas em algumas situações".

Relativamente  ao apoio à família, a propósito do encerramento das escolas, 64 mil trabalhadores pediram o apoio em janeiro e "mais de 100 mil pessoas recorreram ao apoio à família relativamente ao mês de fevereiro", adiantou a ministra.

487 mil trabalhadores abrangidos pelo lay-off e apoio à retoma

Com um novo período de confinamento no arranque deste ano, "nestes primeiros três meses, temos uma grande procura por parte das medidas do lay-off simplificado e apoio à retoma", disse a ministra. 

No âmbito destes dois mecanismos de apoio ao emprego estão abrangidos 487 mil trabalhadores nos dois primeiros meses de 2021, num total de 80 mil empresas. O montante dos apoios ascende a 468 mil euros. 

Esta foi a semana que tivemos menos óbitos nos lares deste que a pandemia começou

A ministra do Trabalho aproveitou ainda o momento para agradecer aos trabalhadores pelo trabalho desenvolvido nos lares, adiantando que "esta foi a semana que tivemos menos óbitos nos lares deste que a pandemia começou".

Mendes Godinho agradeceu a "todos os que têm estado a dedicar a sua a vida aos outros e a todos os que trabalham no setor social". Segundo Ana Mendes Godinho, o número de surtos baixou 75% face à última vez que a governante esteve na Assembleia da República e houve uma redução de 98% dos óbitos nos lares no último mês "fruto da mobilização de todos".

Aumento do valor mínimo do subsídio desemprego chega a 83.000 pessoas

O aumento do valor mínimo do subsídio de desemprego em 65,8 euros, para 504,6 euros, abrange 83.000 pessoas, disse Ana Mendes Godinho.

Os números "mostram bem a abrangência" da medida, disse a ministra em audição na Comissão de Trabalho e Segurança Social, onde fez um balanço sobre as várias medidas adotadas para mitigar o impacto da pandemia de Covid-19 no emprego.

O aumento do valor mínimo do subsídio de desemprego está previsto no Orçamento do Estado para 2021 (OE2021) desde janeiro e começa a ser pago este mês com retroativos.  

Leia Também: Dinheiro em circulação em Cabo Verde aumentou mais de 11% em 2020

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório