Meteorologia

  • 25 OUTUBRO 2021
Tempo
16º
MIN 14º MÁX 23º

Edição

Senhorios com medo de não receberem rendas

Proprietários estão desconfiados quanto ao pagamento de rendas pelos arrendatários, apesar afirmarem que não vão mexer no valor das rendas.

Senhorios com medo de não receberem rendas

A segunda edição do Barómetro “Confiança dos Proprietários” da Associação Lisbonense de Proprietários (ALP) revela que os senhorios estão com receio de não receberem as rendas dos arrendamentos, mesmo mantendo o preço da mensalidade inalterado. A ALP conclui que “as consequências das moratórias que suspenderam o pagamento das rendas durante o primeiro confinamento nacional não permitem aos proprietários de imóveis encarar 2021 com alguma confiança”.

Os dados do inquérito revelam que menos 52% dos proprietários considera o incumprimento das rendas, cerca de 30% receia a quebra dos preços, e 16% acredita que o mercado vai estabilizar este ano.

O presidente da ALP, Luís Meneses Leitão defende que é preciso “inverter rapidamente as políticas realizadas nos últimos anos, a única forma de se conseguir um aumento da oferta de arrendamento, por forma a permitir que através do mesmo possa ser realizado o direito à habitação dos portugueses.”

Quase 40% dos inquiridos revela ter rendas em atraso, sendo que destes, perto de 37% acumulam perdas de 3 a 6 meses, 34% têm entre duas e três rendas em falta, e 18,3% tem mais de 6 meses de rendas em atraso.

Revela ainda a ALP, no comunicado enviado às redações, que o Governo “deveria ter assumido a sua responsabilidade social atribuindo subsídios aos arrendatários com dificuldades financeiras imputáveis à pandemia”.

Leia Também: Arrendamento. Preços estão a aliviar no país, mas 'aqui' ainda sobem

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório