Meteorologia

  • 04 DEZEMBRO 2020
Tempo
13º
MIN 6º MÁX 15º

Edição

Descida do IVA da eletricidade "tem de ir mais longe", defende a DECO

"Para ser socialmente justa e coerente do ponto de vista ambiental, a medida tem de ir mais além", considera a Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (DECO).

Descida do IVA da eletricidade "tem de ir mais longe", defende a DECO

A descida do IVA da eletricidade "tem de ir mais longe", defende a Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (DECO), de modo a ser "socialmente justa e coerente do ponto de vista ambiental".

"Fizemos as contas para conhecer a poupança das famílias abrangidas pela descida do IVA e constatámos que a maioria verá a fatura mensal baixar 1,50 euros por mês (representa uma poupança de 2% a 4%)", sublinha a associação, numa nota publicada no site da DECO.

Reconhecendo que este é "um passo na direção certa, continua a ser redutor, por não abranger a totalidade da fatura, outras energias – como o gás canalizado e engarrafado – nem todos os consumidores", acrescenta a DECO. 

Além disso, acrescenta que "por se tratar de um serviço público essencial, deveria estar abrangido por uma taxa de IVA reduzida (6%), como aconteceu até 2011", pode ler-se. 

A lei que cria escalões de IVA em função do consumo na eletricidade já foi publicada em Diário da República, após ter sido promulgada pelo Presidente da República. A descida do IVA para os escalões entra em vigor no dia 1 de dezembro, sendo que a vertente das famílias numerosas só entrará em vigor a 1 de março de 2021.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório