Meteorologia

  • 31 OUTUBRO 2020
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 23º

Edição

Governo aberto à colaboração dos que colocarem recursos a serviço do país

O ministro do Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, afirmou hoje que o Governo está aberto à colaboração com todos os que queiram colocar os seus recursos ao serviço do país.

Governo aberto à colaboração dos que colocarem recursos a serviço do país
Notícias ao Minuto

19:39 - 29/09/20 por Lusa

Economia Siza Vieira

"Temos celebrado protocolos com várias empresas" e "estamos claramente abertos à colaboração com todos aqueles que queiram colocar os seus recursos e o seu conhecimento ao serviço do país", afirmou Pedro Siza Veira, no final de um memorando de entendimento assinado entre o Governo e a Google, que decorreu hoje no ministério da Economia, em Lisboa.

"Este protocolo refere-se a programas que são oferecidos à comunidade, é para a formação de cidadãos", prosseguiu o governante, salientando que estes programas visam, entre outros, ajudar as pessoas que estejam a procurar emprego utilizando a rede Google.

São programas que "se encaixam dentro dos objetivos do Plano de Transição Digital", salientou Pedro Siza Veira.

Por sua vez, Bernardo Correia, diretor regional ('country manager') da Google Portugal, adiantou que os programas são "completamente gratuitos".

Os seis programas - "Empregos na Pesquisa da Google", "Atelier Digital", "Android Training Program", "AI [Inteligência Artificial] For Business", o programa de aceleração "Indico Accelerator Program powered by Google for Startups", e os três 'webinars' gratuitos que a Google lançou com a AICEP - Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal - são parte do memorando de entendimento num esforço para apoiar Portugal na recuperação económica, refere a tecnológica.

A empresa lembra que, em julho, assumiu um novo compromisso de ajudar 10 milhões de pessoas e negócios na Europa, Médio Oriente e África a encontrar empregos, na digitalização e a crescer.

"Temos tido muita adesão com os programas de formação dirigidos aos cidadãos em ferramentas digitais, já chegámos a dezenas de milhares em Portugal", referiu o ministro da Economia.

"Temos estabelecido muitos protocolos com muitas empresas, na área tecnológica e não só, que nos têm ajudado a estruturar um conjunto de programas" que têm sido lançados, disse o governante.

Pedro Siza Vieira afirmou ainda que ao longo dos "próximos meses" vai continuar a desenvolver trabalho muito importante "e até mais estruturado e mais liderado por parte do setor público" no sentido de apoiar a transição digital da sociedade e economia.

"O país só consegue fazer o esforço da transição digital com uma velocidade na escala que nós precisamos se mobilizarmos os esforços de todos, seguramente do nosso sistema científico e tecnológico, das nossas instituições de ensino superior, a escola, das empresas privadas e da administração pública, não devemos deixar ninguém para trás", sublinhou.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório