Meteorologia

  • 05 AGOSTO 2020
Tempo
32º
MIN 19º MÁX 34º

Edição

CMVM suspende ações da EDP após afastamento de António Mexia

As ações da EDP - Energias de Portugal foram suspensas pela CMVM depois de o presidente do grupo, António Mexia, ter sido suspenso de funções, no âmbito do processo das regras excessivas. 

CMVM suspende ações da EDP após afastamento de António Mexia

A suspensão de funções do presidente da EDP, António Mexia, está a ter impacto no desempenho das ações da elétrica na bolsa de Lisboa. Depois de as ações terem deslizado até 2,4%, no seguimento das notícias mais recentes em torno do processo das regras excessivas, a CMVM decidiu suspender as mesmas. 

"O Conselho de Administração da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) deliberou, nos termos do artigo 214º e da alínea b) do n.º 2 do artigo 213º do Código dos Valores Mobiliários a suspensão da negociação das ações EDP - Energias de Portugal, S.A. e seus derivados, aguardando a divulgação de informação relevante ao mercado", pode ler-se no comunicado do regulador. 

O mesmo se passa com as ações da EDP Renováveis, que foram também suspensas pela CMVM

O presidente da EDP foi suspenso de funções, no âmbito do processo das rendas excessivas, avança a SIC Notícias, tal como tinha pedido o Ministério Público. Além disso, terá de pagar dois milhões de euros de caução e está proibido de entrar nas instalações da EDP.

O mesmo se passa com João Manso Neto, que é administrador da EDP e presidente da EDP Renováveis, estando também suspenso de funções e proibido de entrar nas instalações da empresa. 

[Notícia atualizada às 16h06]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório