Meteorologia

  • 09 JULHO 2020
Tempo
26º
MIN 19º MÁX 29º

Edição

Ministro belga diz que alguns países da UE competem para atrair turistas

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Bélgica, Philippe Goffin, afirmou hoje que alguns países da União Europeia (UE) entraram numa corrida entre si para atrair turistas neste verão.

Ministro belga diz que alguns países da UE competem para atrair turistas
Notícias ao Minuto

16:08 - 06/06/20 por Lusa

Economia Covid-19

"Alguns países entraram numa forma de competição turística. Quando a Itália anunciou, pela primeira vez, a reabertura das suas fronteiras em 03 de junho, foi também para fazer um apelo aos turistas", disse o ministro numa entrevista hoje publicada no 'La Libre Belgique'.

Segundo o governante, "cada país geriu a crise de forma autónoma porque a situação não era a mesma em todos os sítios" e lembrou que o Luxemburgo "nunca fechou as suas fronteiras".

"A Alemanha encerrou as fronteiras e mais tarde foi uma das primeiras a defender a abertura", frisou o ministro belga.

"Nós, os belgas, pedimos coerência, o que manifestamente não funciona", salientou o governante.

Alguns países, como a Itália e a Áustria, começaram a abrir fronteiras na União Europeia (UE), enquanto outros (como a Bélgica, Alemanha e França) preveem fazê-lo em 15 de junho e a Espanha esperar abri-las até 01 de julho.

O facto de a Espanha levantar as restrições mais tarde estava hoje na capa do jornal belga 'Le Soir', que tinha uma lista com a palavra 'Bem-vindo' traduzida em várias línguas, como o inglês, francês e o alemão, e que, no caso espanhol, foi riscado com uma cruz vermelha.

Na sexta-feira, a Espanha e a Itália solicitaram à Comissão Europeia que garantisse uma abordagem coordenada no caso da reabertura das fronteiras internas e externas e salvaguarde que nenhuma discriminação ocorra.

Numa carta dirigida à presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, o presidente do Governo espanhol, Pedro Sánchez, e o primeiro ministro italiano, Giuseppe Conte, pediram que fossem levantadas as restrições de circulação nas fronteiras da União Europeia, de forma coordenada e não discriminatória entre todos os Estados membros.

Nesse dia, realizou-se uma reunião por videoconferência na qual os ministros da Administração Interna da UE discutiram o levantamento das restrições no caso das viagens tanto na União Europeia como com países terceiros devido à pandemia de covid-19.

A Comissão Europeia lembrou que a recomendação de Bruxelas sobre esses movimentos do exterior terminará em 15 de junho e acrescentou que "quase todos os Estados membros manifestaram uma clara preferência por estender" esse prazo.

"Entendemos que as fronteiras internas sejam abertas no final do mês e consideramos que o levantamento gradual das restrições às viagem não essenciais à UE possa ocorrer no início de julho", frisou.

Bruxelas está a preparar uma comunicação nesse sentido que será anunciada na próxima semana.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório