Meteorologia

  • 23 SETEMBRO 2023
Tempo
24º
MIN 15º MÁX 26º

Queda das encomendas leva Boeing a cortar 16 mil postos de trabalho

As consequências geradas pelo novo coronavírus acrescem à crise do 737 Max.

Queda das encomendas leva Boeing a cortar 16 mil postos de trabalho
Notícias ao Minuto

09:48 - 30/04/20 por Notícias ao Minuto

Economia Boeing

A Boeing planeia cortar 16 mil empregos em resposta à crise gerada pelo novo coronavírus, que ditou uma quebra das encomendas de aviões, de acordo com o Guardian. A crise relacionada com o avião 737 Max também pressiona as contas da empresa.

A Boeing revelou que no primeiro trimestre do ano fiscal teve um prejuízo de 628 milhões de dólares (558 milhões de euros), devido ao impacto da pandemia da covid-19, e que vai despedir 16.000 trabalhadores enquanto procura liquidez.

Após fechar 2019 com o seu primeiro ano de prejuízos, o que aconteceu em mais de duas décadas, a Boeing, que está submersa pelo escândalo com os acidentes ocorridos com o modelo 737 MAX, teve no primeiro trimestre do ano mais um impacto negativo com a pandemia da covid-19.

Assim, entre janeiro e março deste ano, reportou 628 milhões de dólares de prejuízos, contra um lucro de 2.149 milhões de dólares alcançados no mesmo período do ano passado.

Todas as Notícias. Ao Minuto.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Recomendados para si

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório