Meteorologia

  • 10 ABRIL 2020
Tempo
18º
MIN 13º MÁX 21º

Edição

Covid-19: BNU admite queda até 20% nos resultados este ano

O presidente do Banco Nacional Ultramarino (BNU) em Macau disse hoje à Lusa que os resultados da instituição podem cair, este ano, entre 10% e 20% devido ao impacto económico da pandemia da covid-19.

Covid-19: BNU admite queda até 20% nos resultados este ano
Notícias ao Minuto

06:42 - 26/03/20 por Lusa

Economia Covid-19

"No ano passado o crescimento foi de 24%, o que foi bastante interessante. Acredito que este ano os resultados do banco possam cair entre os 10 e os 20%", afirmou Carlos Álvares, líder da instituição que pertence ao Grupo Caixa Geral de Depósitos.

"Inicialmente estimava não ser superior a 10%", uma previsão que teve de rever face "à gravidade (...) e ao alastrar da situação em todo o mundo", explicou.

A margem financeira do banco tem-se comportado razoavelmente bem, semelhante ao ano passado, mas as comissões caíram e os custos aumentaram, explicou o responsável, lembrando, por exemplo, que a queda significativa na área das comissões explica-se facilmente: "há muito menos transações, não há viagens ao estrangeiro, as pessoas não utilizam os cartões".

Por outro lado, "o banco teve um cuidado muito grande com as pessoas, com a sua equipa, e isso obviamente reflete-se em termos de custos", acrescentou.

Um fator positivo, ainda com base nos dados de fevereiro, é que a instituição não sentiu um aumento no crédito malparado.

"O Governo (...), a associação de bancos e todos os bancos concederam períodos de carência de capital por seis meses para quem o pediu e, portanto, até à data não sentimos situações de incumprimento que levassem ao aumento de imparidades", indicou.

A "almofada financeira em Macau" dá "condições únicas para resistir a este problema gravíssimo que alastra por todo o lado", mas muito irá depender da "capacidade de recuperação do negócio dos casinos e com a abertura dos vistos individuais para os turistas chineses", salientou.

Carlos Álvares sublinhou que o banco tem "quotas interessantes nos casinos" e "no setor governamental", mas não entre as micro, pequenas e médias empresas (PME), "trabalhando ativamente" apenas com três mil das cerca de 40 mil que operam em Macau.

"Todas as situações em que nos foram solicitadas prorrogações de prazos em termos de pagamento de capital foram autorizadas, não tenho conhecimento que nenhuma tivesse sido recusada. Como nós também só temos a trabalhar connosco, ativamente, se calhar, três mil empresas, acredito que são na ordem das centenas os pedidos para protelamento do pagamento das prestações de capital", adiantou.

"Por outro lado, também abrimos linhas especiais para pagamento de salários e para pagamento de rendas e também para investimento [em] equipamento médico e tem havido alguma procura, mas não é uma coisa brutal", frisou.

O presidente do BNU defendeu que o Governo foi rápido a tomar medidas de apoio às empresas e população. "Se somarmos a tentativa do aumento do consumo, a proteção das PME e o aumento dos gastos públicos com obras, penso que está a tocar os diferentes pilares que fazem com que a economia ande, depois é (...) ver a dose que será necessário utilizar", comentou.

Em relação à responsabilidade social que o chefe do Governo de Macau exigiu neste momento de crise aos grandes agentes económicos no território, as operadoras que exploram o jogo, Carlos Álvares elencou uma lista de ações promovidas pelo banco que custaram cerca de 4,5 milhões de patacas (520 mil euros) no ano passado em vários setores da sociedade.

E concluiu: "Gostaríamos de fazer mais coisas, mas também não temos um orçamento ilimitado". Ou seja: "se calhar é o teto que neste momento temos para este tipo de ações tão importantes".

O Banco Nacional Ultramarino (BNU) em Macau registou em 2019 lucros de 721,9 milhões de patacas (cerca de 83,5 milhões de euros).

Em relação a igual período de 2018, os lucros do BNU, do grupo Caixa Geral de Depósitos (CGD), subiram cerca de 23%.

No final do mês de janeiro, a CGD indicou que o BNU de Macau contribuiu com 69 milhões de euros para o resultado líquido de 776 milhões de euros, em 2019.

O BNU é, juntamente com o Banco da China, banco emissor de moeda em Macau, e conta atualmente com 20 agências, incluindo uma na ilha da Montanha, em Zhuhai, cidade chinesa adjacente ao território.

Nos últimos 10 dias foram identificados 21 novos casos em Macau, todos importados, depois do território ter estado 40 dias sem identificar qualquer infeção.

Em fevereiro, Macau registou uma primeira vaga de dez casos da covid-19, já todos com alta hospitalar.

Em fevereiro, o Governo chegou a fechar os casinos durante 15 dias, enviou funcionários para casa, fechou escolas e muito dos negócios, o que praticamente paralisou a economia.

Nesse mesmo mês, o Governo de Macau anunciou benefícios fiscais para empresas e população, uma linha de empréstimos bonificados para as PME e medidas de apoio social para reduzir o impacto económico devido ao coronavírus.

As medidas excecionais passam pela isenção ou redução dos impostos, pela abertura de uma linha de empréstimo com juros bonificados, pelo reforço do apoio social, bem como pelo lançamento de vales de consumo eletrónico.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório