Meteorologia

  • 31 OUTUBRO 2020
Tempo
23º
MIN 14º MÁX 24º

Edição

Jornal Correio da Feira suspende edição em papel por falta de publicidade

O jornal "Correio da Feira", com redação em Santa Maria da Feira, está hoje sem edição em papel, após suspensão de uma tiragem semanal na ordem dos 5.000 exemplares devido à falta de publicidade.

Jornal Correio da Feira suspende edição em papel por falta de publicidade
Notícias ao Minuto

09:28 - 25/03/20 por Lusa

Economia Coronavírus

Segundo revelou a administração desse semanário do distrito de Aveiro, a decisão manter-se-á "durante o tempo que durar esta crise provocada pelo novo coronavírus".

"Tínhamos esperança de conseguir aguentar pelo menos mais uma semana. Assim não foi. A quebra na publicidade era expectável, mas que atingisse a totalidade, abrangendo acordos já celebrados, surpreendeu-nos", admitiu Jorge Andrade, administrador da publicação lançada em 1897.

Com uma equipa fixa que, segundo a própria ficha técnica do jornal, não chega a 10 pessoas, a situação foi agravada pela "impossibilidade" de cobrar as anuidades das assinaturas.

O administrador do Correio da Feira defendeu, contudo, que "não é tempo de lamúrias".

"Tudo estamos a fazer para que o Correio da Feira se adapte às circunstâncias de forma a sobreviver, continuando a informar os feirenses e deixando para o futuro o registo destes dias negros e tão incertos, não de um concelho nem de um país, mas da humanidade".

A equipa de jornalistas da casa continuará, ainda assim, a garantir pela Internet algum noticiário local, "com os meios que tem ao seu dispor, algumas vezes limitados pelas circunstâncias", e será agora "exclusivamente por essa via" que nos tempos mais próximos o jornal difundirá informação.

Os assinantes que já não disponham das respetivas senhas de acesso à página de Internet do semanário poderão solicitar o reenvio dessas 'passwords' por telefone ou email, sendo que a responsável pelo secretariado, "enquanto for possível, irá manter o seu lugar" na redação física do jornal.

O novo coronavírus responsável pela pandemia de covid-19 foi detetado em dezembro na China e já infetou mais de 400.000 pessoas em todo o mundo, das quais cerca de 18.000 morreram.

O continente europeu é atualmente o que regista maior número de novos casos, sendo Itália o país com mais vítimas mortais em todo o mundo. Contabiliza 6.820 mortos em 69.176 diagnósticos positivos e, desses infetados, mais de 7.000 já foram dados como curados pelas autoridades.

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde indicou na terça-feira que o surto da covid-19 já provocou 33 mortes e 2.362 infetados. Nesse universo de doentes, 203 estão internados, 48 dos quais em cuidados intensivos. Há ainda 22 cidadãos que já recuperaram da doença.

Dada a evolução da pandemia, a 17 de março o Governo declarou o estado de calamidade pública no concelho de Ovar, que, segundo fonte dos bombeiros locais, contabilizava esta manhã 101 infetados e dois óbitos entre cerca de 55.400 habitantes. Desde as 00:00 do dia 19, todo o país se encontra em estado de emergência, o que vigorará até às 23:59 do dia 02 de abril.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório