Meteorologia

  • 27 FEVEREIRO 2020
Tempo
16º
MIN 9º MÁX 19º

Edição

Falhas no provedor internacional deixam internet em Cabo Verde instável

Cabo Verde está desde quarta-feira à tarde com um "problema de grave" de instabilidade nos serviços de Internet, provocados por falhas no provedor internacional do serviço, divulgou hoje a Cabo Verde Multimédia.

Falhas no provedor internacional deixam internet em Cabo Verde instável
Notícias ao Minuto

11:50 - 23/01/20 por Lusa

Economia Cabo Verde

Em comunicado com data de quarta-feira e enviado hoje à agência Lusa, a CV Multimédia começou por informar que desde às 16:28 locais de quarta-feira (mais uma hora em Lisboa) que o país vive um "problema de grave instabilidade nos serviços de internet".

"Tal facto deve-se a falhas registadas no provedor internacional de internet, a TATA Communications", esclareceu a CV Multimédia, em nota assinada pelo presidente da operadora de telecomunicações cabo-verdiana CV Telecom, José Luís Livramento.

A operadora acrescentou que aconteceram avarias no encaminhamento do tráfego desde o provedor na ligação Lisboa - Londres, há alguns dias, e desde quarta-feira na ligação terrestre Lisboa - Madrid, que suportava o escoamento.

"Tendo em conta um outro problema do cabo WACS, que se verifica há alguns dias no troço a sul de África, a TATA informou à CV Multimédia que, neste momento, é impossível entregar o serviço de internet em condições de qualidade, pois as vias possíveis estão cortadas", prossegue-se no esclarecimento.

A operadora de telecomunicações avançou que não se prevê uma resolução dos problemas "nas próximas horas", pelo que referiu que está à procura de alternativas que possam levar à reposição do serviço de internet a nível nacional.

A outra operadora de telecomunicações de Cabo Verde, a Unitel T+, também enviou uma mensagem aos seus clientes, informando que o "uso dos serviços internet móvel e fixo estão indisponíveis a nível nacional" e que "esforços estão a ser feitos para a resolução".

Mesmo com a instabilidade no serviço, hoje é possível aceder a alguns sites, inclusive ao e-mail, mas outros não, como alguns jornais e redes sociais.

Em fevereiro de 2018, o Governo cabo-verdiano anunciou a criação de uma nova empresa para gerir a rede de telecomunicações do Estado, serviço até agora administrado pela empresa Cabo Verde Telecom.

Ao anunciar a medida saída do Conselho de Ministros, o ministro Fernando Elísio Freire disse que a decisão, "muito bem ponderada e acordada entre os operadores", serviria para "aumentar e democratizar o acesso às telecomunicações, promover a economia digital, internacionalizar-se e reforçar a regulação, mais eficiente, muito forte".

A ideia, segundo o governante, é fazer a separação entre o negócio grossista e o a retalho, que será feita pela CV Telecom e outras empresas que estão no setor das telecomunicações.

No mesmo processo, o ministro referiu que o Governo vai renegociar o atual contrato de concessão com a CV Telecom, que expira em 2021.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório