Meteorologia

  • 03 JUNHO 2020
Tempo
25º
MIN 18º MÁX 25º

Edição

Após "fraudes", NOS bloqueia novas ativações de serviços Wap Billing

A NOS bloqueou a partir de hoje novas ativações de serviços do tipo 'Wap Billing', justificando a decisão com o "reforço da proteção dos seus clientes" após "episódios de fraude realizada por entidades terceiras", anunciou o operador.

Após "fraudes", NOS bloqueia novas ativações de serviços Wap Billing
Notícias ao Minuto

12:17 - 14/01/20 por Lusa

Economia NOS

"A partir de hoje a NOS deixa de permitir a utilização do saldo ou da fatura para novas ativações de serviços do tipo 'Wap Billing', numa medida que visa o reforço da proteção dos seus clientes, assim como da transparência nos serviços prestados", refere o operador em comunicado.

O 'Wap Billing' é um serviço que permite aos clientes dos operadores de telecomunicações que tenham um telemóvel e serviços móveis ativos efetuar pagamentos de serviços e conteúdos digitais disponibilizados por terceiros, através de páginas na Internet. Até agora, os clientes da NOS, tal como os dos restantes operadores, podiam subscrever serviços ou conteúdos de vídeo, jogos, 'wallpapers', astrologia ou conteúdos para adultos, entre outros, utilizando nessa transação o seu saldo ou fatura, consoante sejam clientes de tarifários pré ou pós-pagos, respetivamente.

Segundo explica, "este serviço esteve na base de episódios de fraude, realizada por entidades terceiras que lesaram clientes NOS, ainda que o operador tenha reagido sempre na desativação das subscrições fraudulentas e na devolução dos valores cobrados indevidamente aos seus clientes".

Esta decisão de bloqueio tomada agora pela NOS aplica-se a novas adesões a serviços deste tipo, pelo que os clientes que têm atualmente serviços 'Wap Billing' voluntariamente subscritos vão continuar a poder utilizá-los tal como até aqui.

Para a NOS existem, atualmente, "conteúdos de igual ou melhor qualidade disponíveis através de outros canais, como as lojas de aplicações, que possibilitam ao cliente um maior controlo de custos e uma melhor experiência de subscrição e utilização".

Citado no comunicado, o administrador da NOS Luís Nascimento justifica a "opção estratégica" da empresa de impedir a subscrição de serviços do tipo 'Wap Billing' com o facto de estes serem "muitas vezes promovidos de forma intrusiva", levando "frequentemente [...] a adesões pouco esclarecidas".

"A NOS congratula-se de ser o primeiro operador em Portugal e um dos pioneiros a nível mundial a dar este passo voluntário, em prol da segurança e proteção dos seus clientes, acabando assim com um relevante motivo de insatisfação e de elevado número de reclamações", salienta.

Em maio de 2018, numa "iniciativa de autorregulação", a Associação dos Operadores de Comunicações Eletrónicas (Apritel) já tinha aprovado um "código de conduta" aplicável aos serviços 'WAP Billing', subscrito pela MEO, NOS, Vodafone e NOWO.

Nos termo do documento então assinado, o objetivo foi "definir um conjunto de princípios e regras destinados a assegurar a proteção dos interesses dos utilizadores, clientes dos operadores, no âmbito dos processos de subscrição, faturação e cobrança de serviços e/ou conteúdos de entretenimento, incluindo horóscopos, músicas, notícias, vídeos, etc., subscritos mediante acesso a páginas alojadas na Internet, aqui designados serviços 'WAP (Wireless Application Protocol) Billing' e que não impliquem um processo prévio de registo junto do respetivo prestador".

"O acordo alcançado previne subscrições inadvertidas de serviços 'WAP Billing', nomeadamente graças à utilização de uma página em que o cliente é questionado de forma clara e explícita sobre se autoriza expressamente o pagamento dos serviços através do seu operador", referiu na altura a Apritel.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório