Meteorologia

  • 10 DEZEMBRO 2019
Tempo
10º
MIN 6º MÁX 15º

Edição

Algarve. Transportes mais baratos é medida "positiva" mas requer ajustes

O presidente da Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL) aplaudiu hoje a implementação do Programa de Apoio à Redução Tarifária (PART) dos transportes públicos, mas reconhece que é preciso mais tempo para ajustar a sua implementação às distintas realidades.

Algarve. Transportes mais baratos é medida "positiva" mas requer ajustes
Notícias ao Minuto

09:00 - 04/12/19 por lusa

Economia Algarve

Em declarações à Lusa, António Miguel Pina, que há cerca de um mês substituiu Jorge Botelho, atual secretário de Estado da Descentralização e da Administração Local, fez um balanço positivo da redução dos preços dos passes dos transportes iniciada em maio, embora admita que há coisas para melhorar.

Desde maio que os passes dos transportes públicos no Algarve passaram a ter preços entre os 14 euros e um máximo de 40 euros, representando uma redução superior a 80% no tarifário anteriormente em vigor, medida aprovada pela AMAL, que funciona também como autoridade de transportes.

Para o também presidente da Câmara de Olhão (PS), embora a medida tenha "ainda poucos meses" de aplicação, o "sinal é francamente positivo", permitindo que "muita gente" tenha sido beneficiada, embora não tenha avançado com números concretos.

"Mostram os registos que há um aumento do número de utilizadores dos transportes públicos, para além de uma redução substancial do custo para os utilizadores que normalmente utilizam estes serviços, e uma redução bastante significativa para o bolso das famílias", defendeu.

O presidente da AMAL lembrou que "em setembro, o programa começou a ser utilizado também pelos alunos" das escolas que recorrem aos transportes públicos e admitiu que "há questões a rever, porque há passes que não foram ainda abrangidos e há ajustes a fazer".

Questionado sobre as especificidades destes casos, o autarca respondeu que "há passes que não estão abrangidos e casos em que, conjugando dois títulos de passe, sai mais barato" do que recorrer ao desconto para adquirir um único título ao abrigo do programa.

"Há ajustes a fazer, há também uma curva de aprendizagem, mas acho que a medida é satisfatória em todos os sentidos", afirmou, sublinhando que as cinco comunidades intermunicipais do país também estão a trocar informações sobre as suas experiências na implementação do programa, para adotar boas práticas.

António Miguel Pina considerou ainda que as "pequenitas falhas só se conseguem ver quando se faz o caminho" e que é preferível fazer ajustes quando são necessários "do que estar à espera de estar tudo certinho para se avançar sem nunca se começar o caminho".

A AMAL abrange os 16 concelhos do distrito de Faro: Lagos, Aljezur, Monchique, Vila do Bispo, Portimão, Lagoa, Albufeira, Silves, Loulé, Faro, Olhão, São Brás de Alportel, Tavira, Castro Marim, Alcoutim e Vila Real de Santo António.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório