Meteorologia

  • 21 OUTUBRO 2019
Tempo
18º
MIN 11º MÁX 19º

Edição

BCP fixa emissão de dívida subordinada nos 450 milhões

O Banco Comercial Português (BCP) fixou o montante de colocação na emissão de dívida subordinada nos 450 milhões de euros, de acordo com a informação enviada à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

BCP fixa emissão de dívida subordinada nos 450 milhões
Notícias ao Minuto

09:20 - 21/09/19 por Lusa

Economia BCP

A operação terá um prazo de 10,5 anos, com opção de reembolso antecipado pelo banco no final de 5,5 anos, e uma taxa de juro de 3,871%, ao ano, durante os primeiros 5,5 anos.

Este valor, de acordo com o BCP, correspondente a um 'spread' de 4,231% sobre a taxa 'mid-swaps' de 5,5 anos, o qual, para a fixação da taxa de juro para os remanescentes cinco anos, se aplicará sobre a taxa 'mid-swaps' em vigor no início desse período.

Na quinta-feira, o banco BCP anunciou ao mercado que mandatou quatro bancos -- Credit Suisse, Goldman Sachs, JP Morgan e o próprio Millennium BCP -- para a emissão de dívida subordinada (de maior risco para os investidores) com prazo de "10 anos e seis meses e possibilidade de reembolso antecipado, por parte do banco, uma vez decorridos cinco anos e seis meses".

O objetivo do BCP, referiu, é que estes títulos de dívida venham a contar como instrumentos de capital de fundos próprios de nível 2.

Os bancos são obrigados a ter fundos próprios suficientes para cobrir perdas e o montante de capital exigido depende do risco associado aos ativos de cada banco.

Aos fundos próprios são atribuídos determinados graus, consoante a sua qualidade e risco, sendo os de nível 2 os que permitem ao banco reembolsar os depositantes e os credores privilegiados em caso de insolvência.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório