Meteorologia

  • 20 OUTUBRO 2019
Tempo
12º
MIN 12º MÁX 18º

Edição

Após garantia do Governo, operadoras retomam venda de passes com desconto

Na base da polémica, sublinhe-se, está uma dívida do Estado às empresas de transporte no valor de sete milhões de euros. O Governo garantiu que vai pagar e a ANTROP recuou na suspensão.

Após garantia do Governo, operadoras retomam venda de passes com desconto

A polémica dos passes com desconto e da dívida do Governo às empresas de transporte público durou pouco. Tudo começou com o presidente da Associação Nacional de Transportes de Passageiros (ANTROP) a ameaçar com o fim da venda dos passes com desconto já em setembro. Pouco depois, o Governo disse que o pagamento iria ser regularizado já no início de setembro e a ANTROP recuou

Ainda assim, a associação que representa as empresas alerta que, caso as dívidas não sejam, entretanto, regularizadas, "as empresas retomarão a suspensão da venda dos passes referentes ao mês de outubro". 

Quer isto dizer que, afinal, a venda de passes com desconto vai continuar em setembro, contrariamente à ameaça da ANTROP no final da manhã de segunda-feira

A notícia, sublinhe-se, foi avançada pela TSF, com o presidente da ANTROP a alegar que o Estado devia sete milhões às empresas de transporte

Pouco depois, o Governo fez saber, através do Ministério do Ambiente, que "a RCM que permite o pagamento das verbas reclamadas pela ANTROP está agendada para o Conselho de Ministros de 5 de setembro". 

Paralelamente, a tutela indicou que a ANTROP já tinha sido informada do calendário para o pagamento das compensações em dívida, o gabinete do ministro do Ambiente e da Transição Energética informou que no último Conselho de Ministros, em 22 de agosto, já foi aprovado o pagamento dos passes intermodais de Lisboa.

Perante esta posição do Executivo, a ANTROP recuou: "O Governo veio formalmente garantir à ANTROP a aprovação da referida RCM na próxima reunião de Conselho de Ministros a realizar no próximo dia 5 de setembro. Em face desta garantia, a ANTROP aceita retomar, de imediato, a venda dos referidos passes com o desconto respetivo", referiu a associação, em comunicado.

Abrangidos pela polémica estão os passes  4_18, sub23 e Social + que são vendidos com um desconto de 25% face ao preço de venda ao público dos restantes bilhetes. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório