Meteorologia

  • 20 AGOSTO 2019
Tempo
26º
MIN 23º MÁX 30º

Edição

Governo diz que mediação entre Antram e sindicato "não é viável"

O secretário de Estado do Emprego, Miguel Cabrita, disse hoje que o processo de mediação para travar o conflito laboral entre o sindicato de matérias perigosas e a Antram "não é viável".

Governo diz que mediação entre Antram e sindicato "não é viável"
Notícias ao Minuto

20:53 - 15/08/19 por Lusa

Economia Motoristas

"O processo de mediação só avança quando tem viabilidade" e "depende da vontade das partes", afirmou o governante, em conferência de imprensa, em Lisboa.

A Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias (Antram) fez hoje depender um eventual processo negocial da desconvocação da greve que dura desde segunda-feira.

Para o secretário de Estado, "aquilo que é claro neste momento para o Governo é que qualquer processo de mediação já só é possível num quadro em que a greve não está ativa".

"Para que qualquer pedido de mediação não seja um expediente dilatório, não seja uma mera formalidade, mas pelo contrário, possa ter condições de êxito, aquilo que é essencial é que a greve termine", reforçou o governante.

Apesar de decorrer nesta altura uma reunião no Ministério das Infraestruturas, com a Antram e a outra estrutura sindical que convocou a greve, o Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias (SIMM), o secretário de Estado recusou existir uma estratégia do Governo para isolar o Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP).

"Esta não é nenhuma estratégia do Governo para isolar qualquer sindicato. Esta é uma estratégia do Governo para resolver a greve, para por fim à greve e retomar o quadro das negociações", defendeu Miguel Cabrita.

Pelas 20:30 chegou ao Ministério das Infraestruturas e Habitação uma comitiva do Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias (SIMM), tendo a Antram chegado depois das 21:00, representada pelo presidente da Associação, Gustavo Paulo Duarte, e pelo porta-voz, André Matias de Almeida.

Os motoristas estão a cumprir hoje o quarto dia de uma greve por tempo indeterminado, tendo o sindicato dos motoristas de matérias perigosas pedido na quinta-feira a mediação do Governo, processo que foi considerado inviável pelo executivo, depois de a Antram ter dito à Lusa que, se os sindicatos desconvocarem a greve, podem reunir-se já na sexta-feira.

A greve foi convocada pelo SNMMP e pelo SIMM, com o objetivo de reivindicar junto da Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias o cumprimento do acordo assinado em maio, que prevê uma progressão salarial.

Na segunda-feira, ao final do primeiro dia de greve, o Governo decretou uma requisição civil, alegando incumprimento dos serviços mínimos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório