Meteorologia

  • 21 MAIO 2022
Tempo
22º
MIN 18º MÁX 25º

"Este país não avança com uma legislação que promove a regressão laboral"

CGTP vai solicitar reuniões a todos os partidos políticos.

"Este país não avança com uma legislação que promove a regressão laboral"

No dia em que ocorre o último debate do Estado da Nação desta legislatura, milhares de trabalhadores marcam presença junto ao Parlamento, em Lisboa, para protestar contra as alterações à legislação laboral.

A manifestação nacional foi promovida pela CGTP e conta com, segundo Arménio Carlos, "dezenas de milhar" de trabalhadores "do setor privado quer público, indústria, comércio e serviços, hotelaria e turismo, telecomunicações e comunicações, função pública, administração pública, professores, enfermeiros, médicos, funcionários judiciais, entre outros".

Todos em uníssono, "insatisfeitos, descontentes e indignados com o facto da economia estar a crescer e não serem ressarcidos daquilo que produzem, daquilo que é a riqueza que criam", explicou Arménio Carlos, aos jornalistas, na chegada à frente da Assembleia da República, na tarde desta terça-feira.

"Estamos aqui hoje a dizer é que este país não pode avançar com uma legislação de trabalho que promove a regressão laboral e que acentua as desigualdades e o empobrecimento laboral. Estamos aqui para dizer que este país tem futuro, mas que para que isso aconteça é fundamental responder às reivindicações dos trabalhadores", acrescentou o secretário-geral da CGTP.

A confederação sindical exige assim que o salário mínimo nacional aumente para os 850 euros a curto prazo, "dando estabilidade e segurança aos jovens para estabilizarem a sua vida" e que cada uma das profissões seja mais valorizada, ao contrário do que, explica Arménio Carlos, está a acontecer neste momento.

A CGTP exige ainda que sejam feitos todos os esforços para "melhorar a capacidade de resposta dos serviços públicos, para ir ao encontro daquilo que são as necessidades das populações".

Ainda durante a mesma intervenção, Arménio Carlos anunciou que vai solicitar a todos os partidos políticos reuniões para apresentar as propostas "que a CGTP considera que são fundamentais para desenvolver o país e melhorar as condições de trabalho" dos portugueses. 

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2022 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório