Meteorologia

  • 03 AGOSTO 2021
Tempo
19º
MIN 17º MÁX 28º

Edição

Estas cidades pedem a Bruxelas para travar "expansão explosiva" do Airbnb

Dez cidades da Europa juntaram-se para apelar a uma regulação sobre plataformas de arrendamento de curta-duração.

Estas cidades pedem a Bruxelas para travar "expansão explosiva" do Airbnb

Dez cidades europeias enviaram uma carta conjunta à União Europeia (UE) a pedirem ajuda para ganharem a 'batalha' contra o Airbnb e outros sites de arrendamento de casas de férias, alegando que estão a transtornar a vida dos moradores e a faze-los deixar as suas casas.

A carta é assinada por Amesterdão, Barcelona, Berlem, Bordéus, Bruxelas, Cracóvia, Munique, Paris, Valência e Viena, de acordo com o Guardian

No documento conjunto, os 10 países pedem que a "expansão explosiva" das plataformas de arrendamento de curta duração esteja na agenda dos líderes europeus. 

"As cidades europeias acreditam que as casas devem servir, em primeiro lugar, para serem habitadas", refere a carta divulgada pelo município de Amesterdão, citada pelo jornal britânico. "Muitas pessoas sofrem com a grave escassez de habitações. Onde as casas podem ser arrendadas de forma mais lucrativa aos turistas, desaparecem do mercado imobiliário tradicional", adiantam os países.

Recorda ainda a publicação que o Airbnb foi considerado, pelo advogado-geral do Tribunal de Justiça da União Europeia, um serviço de informação digital, ao invés de uma agência imobiliária.

Se esta decisão se tornar efetiva pelo tribunal, o Arirbnb pode vir a desenvolver atividade em toda a União Europeia sem obedecer a regras locais.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório