Meteorologia

  • 18 JUNHO 2019
Tempo
19º
MIN 17º MÁX 20º

Edição

DGERT reúne-se com ANTRAM e sindicatos. "Ainda há arestas a limar"

Decorre esta terça-feira uma reunião entre a Direção-Geral do Emprego e das Relações de Trabalho (DGERT) com a ANTRAM, a FECTRANS e dois sindicatos - o SNMMP e o SIMM - para discutir aspetos do processo negocial e a revisão do atual Contrato Coletivo de Trabalho.

DGERT reúne-se com ANTRAM e sindicatos. "Ainda há arestas a limar"

O sindicato nacional de matérias perigosas (SNMMP) chegou a um acordo com a Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias (ANTRAM), na semana passada, o que levou ao levantamento do pré-aviso de greve, mas "ainda há arestas a limar", refere Francisco São Bento, presidente do SNMMP. 

As declarações do membro do sindicato surgiram à entrada da reunião entre a Direção-Geral do Emprego e das Relações de Trabalho (DGERT) com a ANTRAM, a FECTRANS e dois sindicatos - o SNMMP e o SIMM - para discutir aspetos do processo negocial e a revisão do atual Contrato Coletivo de Trabalho.

"Estamos a falar de cerca de 20 anos sem revisões", disse Francisco São Bento, acrescentando que "a partir de hoje vamos retomar as negociações (...) no sentido de chegarmos a um bom acordo", disse o presidente do sindicato, em declarações transmitidas pela SIC Notícias. 

Recorde-se que o SNMMP desconvocou a greve marcada para dia 23 e anunciou "um acordo histórico", após uma reunião com o Governo e com a associação patronal ANTRAM.

"Há um acordo para a progressão salarial que começa em janeiro com uma remuneração base que começa em 1.400 euros por mês e inclui um prémio especial para os motoristas de matérias perigosas, sendo que se partia de 630 euros fixos e passa-se para 1.400 euros fixos divididos por várias rubricas", detalhou, na altura, o  vice-presidente da SNMMP, Pedro Pardal Henriques.

Por outro lado, o vice-presidente da SNMMP acrescentou que "ficou decidida uma progressão anual em 2021 e 2022, que ronda os 100 euros/ano, acrescida de uma indexação ao aumento do salário mínimo nacional".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório