Meteorologia

  • 20 JUNHO 2019
Tempo
17º
MIN 15º MÁX 18º

Edição

Como é que os portugueses pagam? Preferem cada vez mais as transferências

Excluindo o pagamento em dinheiro, o pagamento com cartão foi o mais utilizado pelos portugueses. No entanto, o instrumento que mais cresceu foi o das transferências.

Como é que os portugueses pagam? Preferem cada vez mais as transferências

O instrumento de pagamento mais utilizado pelos portugueses no ano passado foi o cartão bancário, de acordo com os dados divulgados esta segunda-feira pelo Banco de Portugal (BdP) e que excluem os pagamentos em numerário. Por outro lado, as transferências foram o instrumento de pagamento que mais cresceu. 

"Os cartões são o instrumento de pagamento mais utilizado em Portugal, excluindo o numerário: em 2018, foram utilizados em 86,6% dos pagamentos de retalho", pode ler-se no relatório do BdP. 

Em segundo lugar surgem os débitos diretos, que foram o segundo instrumento de pagamento mais usado em Portugal. 

Porém, o que mais cresceu foi mesmo o das transferências banárias. "Em 2018, foram efetuadas em Portugal 156,1 milhões de transferências a crédito, no valor de 249,3 mil milhões de euros. Este foi o instrumento de pagamento cuja utilização mais cresceu: 9,0% em número e 12,1% em valor. É ainda o instrumento que assume maior relevância em valor", refere o BdP. 

As compras com recurso à tecnologia 'contactless' aumentaram 157% em número e 170% em valor (42,7 milhões de operações, no valor de 599,2 milhões de euros). Ainda assim, representaram apenas 3,6% do número e 1,5% das compras presenciais realizadas em 2018.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório