Meteorologia

  • 25 ABRIL 2019
Tempo
13º
MIN 11º MÁX 14º

Edição

Guia do IRS. Conheça os (novos) prazos que tem de cumprir

Falta menos de um mês para que os contribuintes tenham todas as suas informações validadas no portal do e-fatura. Mas há mais. Confira este guia com todas as datas que tem de cumprir.

Guia do IRS. Conheça os (novos) prazos que tem de cumprir
Notícias ao Minuto

08:46 - 06/02/19 por Beatriz Vasconcelos 

Economia Finanças

A entrada no mês de fevereiro volta a trazer o tema do IRS à praça pública, até porque os prazos que devem ser cumpridos começam a aproximar-se. Este ano, o prazo para a entrega do IRS 'ganhou' mais um mês, decorrer entre o dia 1 de abril e 31 de junho, de acordo com as novas datas divulgadas pelo Governo

Ainda assim, para que não lhe falhe nenhuma data e para que possa começar a planear os próximos meses, o Notícias ao Minuto preparou-lhe um guia com as datas mais relevantes, para que o possa consultar sempre que assim necessitar.

À semelhança do ano passado, este ano a entrega do IRS tem ser feita, obrigatoriamente, através da Internet. Por isso, se ainda não tem as credenciais de acesso ao Portal das Finanças deve efetuar o registo o quanto antes.

Eis os prazos que deve fixar, de acordo com o código do IRS:

Até 15 de fevereiro

Esta é a data limite para comunicar as alterações ao agregado familiar, bem como confirmar os seus elementos pessoais e validar os membros do agregado familiar

e, ainda, comunicar a situação de guarda partilhada em residência alternada, para que possa dividir as despesas, tal como o Notícias ao Minuto lhe explica neste artigo

Até 25 de fevereiro

Também através do Portal das Finanças deve validar todas as faturas que foram registadas com o seu número de contribuinte. Caso haja faturas que não apareçam no portal, terá de as inserir manualmente. Relativamente às faturas pendentes, terá de preencher a informação que falta para que sejam consideradas válidas.

Até 15 de março

Depois, o resultado do apuramento das deduções fica visível na página pessoal de cada contribuinte, sendo que, em 2019, o valor das despesas relevantes para as deduções à coleta alvo de cálculo automático pelo fisco é disponibilizado até ao dia 15 de março - deixando de se observar a data limite que antes estava balizada no final de fevereiro.

Entre 15 e 31 de março

Neste período é possível aos contribuintes reclamarem dos valores calculados pela Autoridade Tributária relativamente às despesas gerais familiares e às que resultam das faturas de restaurantes, oficinas, salões de beleza, transportes e veterinários. 

No que diz respeito às despesas de educação, saúde, casa e lares, a opção pela reclamação não se observa porque se mantém a possibilidade de os contribuintes as declararem no Quadro 6C do Anexo H - caso tenham na sua posse comprovativos de faturas que indiquem um valor diferente do Fisco.

Entre 1 de abril a 31 de junho

Neste período, deve entregar a declaração de IRS através do Portal das Finanças. Se estiver abrangido pelo regime do IRS automático - pode saber se está ou não através deste artigo - só tem de validar os elementos já pré-preenchidos e, se não submeter a declaração, a mesma é entregue de forma automática. 

Até 31 de julho

Este é o prazo para as Finanças enviarem a nota de liquidação do IRS. No entanto, quem fez a entrega no início de abril deverá receber o reembolso antes do final deste prazo, à semelhança do ano anterior. No ano passado, recorde-se, os primeiros reembolsos começaram a chegar aos bolsos dos contribuintes em 12 dias, tal como pode conferir neste artigo

Até 31 de agosto

Caso seja notificado para pagar, terá de o fazer até ao dia 31 de agosto. Caso não o faça, o contribuinte pode ser sujeito a uma multa.

Sublinhe-se que o IRS pode ser pago em qualquer tesouraria de Finanças, nas instituições bancárias autorizadas, num posto dos correios ou em qualquer outro local determinado por lei. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório