'Verdão do Oeste' vivia melhor época de sempre. Conheça a história

A Chapecoense, clube do estado de Santa Catarina, no Brasil, com menos de meio século de existência, é um dos fenómenos recentes do futebol brasileiro, com a chegada ao primeiro escalão há três anos.

© Reuters
Desporto Chapecoense

O clube, conhecido como 'Chape' ou 'Verdão do Oeste', foi hoje abalado pela tragédia, com a queda de um avião em que seguia a equipa para disputar na Colômbia a primeira mão da final da Taça sul-americana, com o Atlético Nacional, levando à morte 76 pessoas.

PUB

Do grupo que viajava sobreviveram cinco pessoas, entre as quais o guarda-redes Marcos Danilo Padilha, de 31 anos, o guarda-redes suplente Jackson Follmann, de 24 anos, e o lateral Alan Ruschel, de 27 anos.

A tragédia é equiparada às que aconteceram com clube míticos como o Torino, no acidente de Superga, Itália, em 1949, ou Manchester United, em 1958, embora a história conte alguns acidentes com clubes de futebol.

Na Chapecoense as 'luzes da ribalta' acenderam-se para o clube, pese embora a sua importância no estado de Santa Catarina, na comemoração dos seus 40 anos, quando subiu pela primeira vez ao principal campeonato brasileiro, em 2014.

Esta época, com um jogo por disputar, a equipa, que tem o guarda-redes Marcelo Boeck, ex-Sporting, no seu plantel, está numa tranquila nona posição, depois de nas anteriores épocas ter sido 14.º e 15.º.

Foi a melhor prestação da 'Chape' no futebol brasileiro, num momento que iria disputar a sua primeira final internacional na Taça sul-americana, competição em que teve o seu primeiro jogo em 2013.

Também apelidado de 'Furacão do Oeste', o clube conseguiu este ano ter um plantel que misturava experiência de jogadores mais velhos, como Boeck, Nivaldo, Neto ou Filipe Machado, e mais novos, numa média de idades de 26 anos.

Na formação santa-catarinense, Boeck é bem conhecido dos portugueses, pelas passagens por Marítimo e Sporting, bem como o treinador Caio Júnior, de 51 anos, que foi jogador do Belenenses, do Estrela da Amadora e do Vitória de Guimarães.

 

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS