Meteorologia

  • 24 JUNHO 2024
Tempo
22º
MIN 17º MÁX 29º

Sérgio Conceição aborda o futuro: "Já tomei a minha decisão"

A reação do treinador do FC Porto à conquista da Taça de Portugal, em declarações aos jornalistas.

Sérgio Conceição aborda o futuro: "Já tomei a minha decisão"
Notícias ao Minuto

20:50 - 26/05/24 por Notícias ao Minuto

Desporto FC Porto

Expulsão no prolongamento: Ficar sem a equipa, nestes momentos finais, foi doloroso, porque foi um espelho do que se tem passado ao longo dos anos. Eu não digo que não tenha errado, e errei muitas vezes. Fiz coisas em função de uma ou outra expulsão merecida. Hoje, sinceramente... Pago um bocadinho essa fatura, mas fui eu que criei isso. Tenho de me penitenciar e ficar um bocadinho mais bloco de gelo na área técnica. Tive muitos anos para mudar, mas vou tentar. Sinceramente, uma final vivida desta forma, com o fair-play dentro e fora de campo, expulsar-me da área técnica não faz muito sentido. Isso, associando à emoção de conquistar mais um título, com o presidente a acabar a sua vida como dirigente... Dou às boas-vindas ao novo presidente da SAD, o André Villas-Boas. Que tenha uma caminhada tão gloriosa quanto o presidente que nos deixou.

Fica no FC Porto: Não é o momento para falar disso, até porque se tem especulado muito. Já fiz questão de o esclarecer, na antevisão, para depois não dizerem que porque ganhei ou perdi é que falo em cima. Não quis. Quis dar a entender às pessoas que essa situação está muito bem definida na minha cabeça. Nos próximos dias vão saber (...). Já tomei a minha decisão, sim.

Conversa com André Villas-Boas: Não é uma questão de convencer, é de olharmos para o futuro do FC Porto e ver qual é a melhor situação, com toda a tranquilidade. Temos de unir o FC Porto não dividi-lo. Este ano, sentiu-se muito essa divisão e tudo aquilo que foi falado fora do Olival e do Dragão. Não foi fácil gerir isso. Foi muito difícil. Tomei decisões, mesmo com o grupo de trabalho, muito duras. Uma palavras para Jorge Sánchez, Iván Jaime, André Franco e Toni Martínez, porque ponderei muito. Fiz isto a primeira vez na minha carreira, custou-me muito, mas tinha de ser, porque vejo sempre a equipa em primeiro lugar. Por aquilo que vivemos dentro do balneário, tínhamos de dar um sinal forte. Tiveram sempre o máximo respeito por mim e pelo FC Porto, mas foram opões que tive de tomar, até porque não iriam, com a minha decisão, chamar miúdos da equipa B. Entre o mau humor ou algum mau ambiente que pudesse haver, tomei esta decisão. Queria dedicar esta vitória à minha família e a duas pessoas que não estão entre nós. Sou repetitivo, mas tenho de me lembrar sempre dos meus pais, porque, se não fossem eles, seria muito difícil estar aqui, neste momento.

Recomendados para si

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório