Meteorologia

  • 16 JUNHO 2024
Tempo
20º
MIN 16º MÁX 24º

Festival de falhanços do Sporting coloca Braga na final da Taça da Liga

Rúben Amorim fica impossibilitado de repetir nova final da prova, tratando-se de um marco inédito na sua carreira. 

Festival de falhanços do Sporting coloca Braga na final da Taça da Liga
Notícias ao Minuto

21:42 - 23/01/24 por Miguel Simões

Desporto Taça da Liga

O Sporting de Braga carimbou o acesso à final da Taça da Liga, esta terça-feira, ao derrotar o Sporting (1-0), no Estádio Dr. Magalhães Pessoa, em Leiria, impedindo Rúben Amorim de confirmar nova presença no derradeiro jogo da prova - algo inédito na sua carreira de treinador.

'Embalados' por oito triunfos consecutivos, os leões protagonizaram um autêntico festival de falhanços, com destaque para três bolas nos ferros, às quais se seguiram outras tantas ocasiões de perigo no segundo tempo.

Como se costuma dizer, 'quem não marca sofre' e foi isso que se passou no primeiro duelo da 'final four'. O recém-entrado Abel Ruiz acabou por ser o herói do encontro, ao apontar o decisivo golo aos 65 minutos, contra a corrente do jogo. Dessa forma, os minhotos avançam para a final, agendada para este sábado, onde também estará o vencedor do duelo entre Benfica e Estoril.

Triplo ferro em sentido único

Rúben Amorim já tinha garantido as titularidades de Franco Israel e Francisco Trincão e, em relação ao onze apresentado na goleada em Vizela (2-5), optou ainda por trocar Paulinho por Marcus Edwards. Já Artur Jorge apenas abdicou de uma frente de ataque com Abel Ruiz para apostar em Zalazar no onze, no apoio ao setor ofensivo.

O primeiro tempo foi de sentido único, a favor dos leões. A investida inicial de Ricardo Horta não 'abalou' o finalista vencido da última edição e a resposta não tardou em surgir, com os remates de Francisco Trincão e Pedro Gonçalves, sendo que este último ficou perto de um golaço do meio da rua, apenas impedido pelo poste esquerdo da baliza de Matheus, aos 13 minutos.

O Sporting foi persistindo e apenas pode lamentar a falta de eficácia, perante as muitas ocasiões desperdiçadas, mesmo num período em que Viktor Gyokeres esteve algo 'desaparecido'. Já depois das tentativas de Trincão e Marcus Edwards, apareceu Nuno Santos a atirar com força à barra da baliza adversária, aos 37 minutos.

Até ao  intervalo, Eduardo Quaresma ainda esteve perto de fazer o golo de uma vida, Nuno Santos cumpriu o lema de "não há duas sem três" ao enviar nova bola ao ferro e, pelo meio, Gyokeres ainda viu um cartão amarelo por simulação na grande área contrária. Além disso, o momento em que Nuno Almeida apitou para tempo de descanso não escapou à polémica, com protestos dos arsenalistas por terem sido impedidos de bater um livre de potencial perigo, devido a uma demora considerável.

Costuma-se dizer que quem não marca...

O Sporting entrou para o segundo tempo com a mesma intensidade com que tinha terminado os primeiros 45 minutos, em que não faltaram lances de perigo (leia-se falhanços em alguns casos) criados por Gyokeres, Pedro Gonçalves e Nuno Santos, até que uma substituição de Artur Jorge mudou tudo.

Com uma hora de jogo decorrida, Abel Ruiz rendeu Pizzi e, na primeira grande aproximação de perigo do Sporting de Braga, revelou ser oportuno na hora de abrir o ativo, aos 65 minutos, após passe de Zalazar, beneficiando inclusive do seu ombro.

O Sporting sentiu o peso de sofrer um golo contra a corrente de jogo e, apesar das entradas de Matheus Reis, Paulinho e Daniel Bragança, viu o conjunto minhoto aproximar-se do segundo golo, sobretudo num lance em que Rodrigo Zalazar ficou a pedir penálti de Matheus Reis por mão na bola, seguindo-se uma dupla oportunidade travada por Franco Israel.

Até ao apito final, o emblema de Alvalade foi em busca do empate, de forma a levar o jogo para as grandes penalidades, mas foi o Sporting de Braga a festejar o acesso a nova final da competição, onde tinha estado pela última vez em 2021, acabando por perder frente ao Sporting (1-0)... de Rúben Amorim. Benfica e Estoril defrontam-se esta quarta-feira, no mesmo palco, decidindo quem se junta ao Sporting de Braga na final deste sábado.

[Notícia atualizada às 21h48]

Momento do jogo: Inevitavelmente, o momento em que Abel Rui faz o primeiro e único golo da partida, aos 65 minutos, contra a corrente de jogo, cinco minutos após ter entrado em campo.

Leia Também: Era um golaço de todo o tamanho. Só o ferro impediu o festejo de Pote

Leia Também: 'A baliza até abanou'. Nuno Santos acertou em cheio na trave do Sp. Braga

Leia Também: Não há duas sem três. Sporting foi para o descanso com nova bola no ferro

Leia Também: Zidane? Eduardo Quaresma quase assinou golo de uma vida em Leiria

Leia Também: Gyokeres caiu na área, árbitro assinalou simulação. Sueco ficou incrédulo

Leia Também: Defesa do Sporting adormeceu e Abel Ruíz abriu contagem... com o ombro

Leia Também: Sp. Braga ficou a pedir penálti após Matheus Reis tocar com a mão na bola

Onzes

Sporting de Braga: Matheus Magalhães, Víctor Gómez , José Fonte, Paulo Oliveira, Cristián Borja, Vitor Carvalho, João Moutinho, Zalazar, Álvaro Djaló, Pizzi e Ricardo Horta.

Sporting: Franco Israel, Eduardo Quaresma, Sebastián Coates, Gonçalo Inácio, Ricardo Esgaio, Pedro Gonçalves, Morten Hjulmand, Nuno Santos, Francisco Trincão, Viktor Gyokeres e Marcus Edwards.

Pré-jogo

18h20: Liga Portugal também tem uma palavra a dizer e mostra que já começa a ficar tudo pronto em Leiria.

18h10: Sporting mostra uma parte das bancadas do estádio e revela que haverá direito a coreografia verde e branca.

17h50: Balneário do Sporting de Braga já está pronto para o grande jogo desta terça-feira.

17h40: Sporting não fica atrás e também dá conta do seu regresso ao Estádio Dr. Magalhães Pessoa, onde tem estado de forma regular nas grandes decisões da prova, nas últimas temporada.

17h30: Sporting de Braga já partilha fotografias do palco da 'final four' da Taça da Liga

Antevisão

Já começa a ser um hábito. O Sporting reencontra o Sporting de Braga na 'final four' da Taça da Liga, esta terça-feira, em Leiria, na disputa por um lugar no derradeiro jogo que irá 'coroar' o chamado campeão de inverno.

Bracarenses e leões contam com cinco duelos na prova, quatro dos quais nos últimos cinco anos, em que a tendência tem sido favorável à equipa de Rúben Amorim. Curiosamente, o único momento em que o conjunto minhoto sorriu foi precisamente com o jovem técnico ao leme, em 2019/20, com um triunfo por 2-1 na Pedreira. De resto, o Sporting somou quatro apuramentos, fruto de três triunfos e um empate que conduziu a um desempate por grandes penalidades favorável aos verdes e brancos. 

O emblema de Alvalade chega a esta altura da temporada a viver uma das suas melhores fases, com oito triunfos consecutivos, sendo que, nos últimos quatro jogos, registou 19 golos marcados e apenas três sofridos. De referir ainda que Rúben Amorim, na conferência de antevisão, tratou de esclarecer que vai lançar Franco Israel e Francisco Trincão para o onze do primeiro jogo da 'final four' da prova.

Já a equipa de Artur Jorge - que também quer chegar à final frente a Benfica ou Estoril - regressou aos triunfos em Famalicão (1-2), ao cair do pano, colocando um ponto final na 'crise' de resultados desde o arranque de 2024.

O jogo tem apito inicial agendado para as 19h45 (horário de Portugal Continental) desta terça-feira, no Estádio Dr. Magalhães Pessoa, em Leiria, com arbitragem de Nuno Almeida, sendo que poderá acompanhar as incidências da partida, em direto, no Desporto ao Minuto.

Leia Também: Sp. Braga-Sporting: Leões em busca da tendência na Taça da Liga

Recomendados para si

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório