Meteorologia

  • 15 JUNHO 2024
Tempo
14º
MIN 14º MÁX 22º

Benfica não desliga 'rolo compressor' e é cada vez mais líder

Águias golearam Estoril e voltam a restabelecer a vantagem de oito pontos face ao FC Porto. António Silva bisou, João Mário, Musa e Ristic também fizeram o gosto ao pé. Serginho apontou o tento de honra dos canarinhos.

Benfica não desliga 'rolo compressor' e é cada vez mais líder
Notícias ao Minuto

22:24 - 06/11/22 por Francisco Amaral Santos

Desporto I Liga

O Benfica arrecadou mais uma vitória, este domingo, ao visitar e golear o Estoril (5-1), em jogo da 12.ª jornada da I Liga. Os canarinhos são, assim, a mais recente vítima do 'rolo compressor' dos encarnados, que continuam na liderança isolada. A vantagem de oito pontos face ao FC Porto, segundo classificado, ficou reposta na Amoreira e a liderança continua pintada de vermelho e branco. 

Numa noite de muitos golos, na retina fica o bis improvável de António Silva e a 'bomba' de Ristic a fechar a noite no António Coimbra da Mota. Ao mesmo tempo, o Benfica continua sem perder ao cabo de 23 jogos e Schmidt acaba de superar o registo de Jorge Jesus. 

Filme do jogo

Roger Schmidt havia avisado que o cansaço era uma realidade após a viagem do Benfica a Israel a meio da última semana, onde as águias garantiram o primeiro lugar do grupo H da Liga dos Campeões, e foi sem surpresas que o treinador alemão operou alterações no onze. Uma delas forçadas, outras duas por opção. Musa rendeu Gonçalo Ramos na frente de ataque, Chiquinho também avançou para o onze e Enzo Fernández regressou após cumprir castigo na Champions. 

A primeira parte foi palco de um jogo muito intenso mas cujo marcador foi apenas aberto aos 25 minutos. Antes disso, Rafa até teve uma boa oportunidade logo a abrir (4') e Rodrigo Martins não teve a pontaria certa para bater Odysseas num lance em que tinha tudo para marcar (14'). 

Com Musa a liderar a frente de ataque, Grimaldo cedo percebeu que o caminho da vantagem poderia estar na cabeça do colega croata. Aos 25 minutos, o lateral espanhol sacou de um cruzamento teleguiado e Petar Musa não perdoou, deixando Vital e Pedro Silva vergados. 

O Benfica chegou à vantagem, mas, tal como tem feito ao longo desta época, não se mostrou satisfeito com a magra margem. Aos 30 minutos, novo golo encarnado na Amoreira. Enzo bateu um canto a meio altura a partir da direita, Chiquinho deu um toque de calcanhar, a bola sobrou para António Silva que, também de calcanhar, assinou o segundo golo da noite. 

Apenas dez minutos depois, o central de 19 anos apareceu outra vez na grande área para bater novamente Pedro Silva, após um canto curto do Benfica, desta feita a partir da esquerda. 

O Benfica tinha, assim, o jogo na mão ao intervalo após uma primeira parte verdadeiramente demolidora, mas desengane-se quem acharia que as águias iriam tirar o pé do acelerador nos segundos 45 minutos. Embora sem grande vigor, até porque o resultado era mais do que dilatado, o Benfica entrou com vontade de chegar ao quarto golo, empurrando o Estoril para o seu meio-campo. Logo nos primeiros minutos, Pedro Silva viu vários lances de perigo junto da sua baliza. 

Num deles, o guardião do Estoril acabou salvo pelo... poste. Musa apareceu em boa posição e colocou tanto a bola, que a deixou fora do alcance de Pedro Silva, mas acabou por tirar a tinta ao ferro. 

Perante o ímpeto ofensivo do Benfica, a equipa da Linha tentava responder na mesma moeda, mas as dificuldades em furar a linha defensiva das águias estava a ser uma missão impossível para os comandados de Nélson Veríssimo. 

O quarto golo dos encarnados acabaria mesmo por chegar pelos pés de João Mário. Já com David Neres em campo, o extremo brasileiro apareceu em zona interiores para servir, quase de bandeja, o internacional português para mais um golo na Amoreira, o nono na conta pessoal de João Mário na presente temporada. 

Com o jogo resolvido no António Coimbra da Mota e o Benfica ativou o modo gestão, embora sempre de olhos postos na baliza dos canarinhos e muito concentrado na hora de defender. Henrique Araújo entrou para também fazer o gosto ao pé, em mais um golo que nasceu através de um canto. O jovem avançado português recebeu a bola no peito e rematou de forma acrobática, festejou, mas o lance acabaria anulado por fora de jogo de... Florentino. 

Ainda antes do apito final, Ristic (89') assinou o melhor golo da noite no Estoril, através de um pontapé potente que só parou dentro da baliza da equipa da casa. Serginho (90'+1), do outro lado, conseguiu fazer o tento de honra, deixando Odysseas à beira de um ataque de nervos.

O Benfica venceu, convenceu, repôs a vantagem de oito pontos e segue na liderança isolada do campeonato. Além disso, Roger Schmid acaba de confirmar o melhor arranque de invencibilidade numa época no século XXI, deixando para trás o registo de Jorge Jesus, que em 2011/12 também não averbou qualquer derrota nos primeiros 22 jogos disputados. 

Já na quarta-feira, as duas equipas voltam a medir forças na Amoreira, mas para a 4.ª eliminatória da Taça de Porugal. 

Momento do jogo: O golo de Musa abriu o ativo, deixou o Benfica tranquilo e deitou por terra qualquer tentativa do Estoril de 'roubar' pontos aos encarnados. 

Equipas iniciais 

ONZE DO ESTORIL: Pedro Silva; João Silva, Bernardo Vital, Lucas Áfrico, Tiago Santos; Francisco Geraldes, Ndiaye, Rossier, Rodrigo Martins; Siliki e Erison Danilo. 

ONZE DO BENFICA: Odysseas; Bah, António Silva, Otamendi, Grimaldo; Florentino, Enzo, Chiquinho; João Mário, Rafa e Musa. 

Antevisão

O líder Benfica, que ainda não perdeu na presente temporada, visita este domingo o Estádio Coimbra da Mota para o primeiro de dois duelos contra o Estoril, em jogo da 12.ª jornada da I Liga. Após o rival FC Porto ter encurtado distâncias há precisamente 24 horas, as águias de Roger Schmidt procura repor os oito pontos de vantagem face ao atual campeão nacional. 

De resto, caso consiga um empate, pelo menos, o Benfica irá assinar o melhor arranque de invencibilidade numa época no século XXI, deixando para trás o registo de Jorge Jesus, que em 2011/12 também não averbou qualquer derrota nos primeiros 22 jogos disputados. 

Do outro lado está um Estoril que, recorde-se, já travou o FC Porto na Amoreira, mas que também conta com várias baixas de relevo. 

O pontapé de saída está agendado para as 20h30 e a arbitragem ficará a cargo de Nuno Almeida. Siga, em direto, todas as incidências da partida no Desporto ao Minuto

Leia Também: "Fiquei impressionado com o Enzo. Parece que está em Portugal há 25 anos"

Recomendados para si

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório