Meteorologia

  • 04 DEZEMBRO 2022
Tempo
MIN 8º MÁX 14º

Déjà vu? Mais um triste desfecho de Portugal coloca Espanha na final four

À semelhança do que aconteceu com a Sérvia, no caminho para o Mundial, Portugal volta a falhar um objetivo ao cair do pano.

Déjà vu? Mais um triste desfecho de Portugal coloca Espanha na final four

Portugal entrou para o jogo decisivo, desta terça-feira, a saber que um empate bastaria para cumprir o objetivo, mas voltou a vacilar nos últimos minutos e permitiu que fosse a vizinha Espanha a seguir para a final four da Liga das Nações, com um triunfo (0-1) ao cair do pano.

Numa primeira parte com pouco futebol, Portugal criou as principais ocasiões de golo e podia perfeitamente ter ido para o intervalo a vencer, nomeadamente nas investidas de Diogo Jota e Bruno Fernandes.

Portugal voltou a acumular ocasiões para chegar ao golo, mas foi mesmo a Espanha a marcar perto do minuto 90, com um golo de Morata a causar a desilusão entre os quase 30 mil adeptos presentes na Pedreira.

Sem intensidade e com cautelas

Fernando Santos decidiu promover três alterações em relação à goleada na Chéquia (0-4), com as trocas nas laterais de Mário Rui e Diogo Dalot por Nuno Mendes e João Cancelo, assim como a entrada de Diogo Jota para o lugar de Rafael Leão.

Num início de jogo algo morno, a Espanha apoderou-se da bola e ficou mais na expectativa, à espera que Portugal subisse as linhas e desequilibrasse lá atrás. No entanto, nos primeiros 20 minutos, nenhuma equipa conseguiu criar uma verdadeira ocasião de perigo.

O primeiro remate de perigo pertenceu a Rúben Neves, de fora da área, aos 24 minutos, seguindo-se um cabeceamento de Rúben Dias em cima da meia hora de jogo, mas os principais lances de perigo até ao intervalo foram criados por outros dois jogadores da Premier League.

À passagem do minuto 33, Diogo Jota aproveitou um passe longo de Bruno Fernandes e, depois de tirar dois adversários da frente, viu Unai Simón negar-lhe o golo inaugural, sendo que, pouco depois, foi a vez de Bruno Fernandes atirar a bola, de longe, em direção à malha lateral, levando milhares de adeptos a ficar com a sensação de um golo que não existiu. Do outro lado, apenas Ferran Torres tentou assustar Diogo Costa, à beira do intervalo.

Desperdício gerou desconforto... e derrota

A segunda parte abriu praticamente com uma nova tentativa de Portugal em desbloquear o nulo, porém, Cristiano Ronaldo viu o guardião contrário negar-lhe o golo para desespero dos quase 30 mil adeptos presentes na Pedreira.

O conjunto de Luis Enrique começou novamente a ter mais bola e, com as entradas de Gavi e Pedri, passou a atacar com mais critério, mas nunca sem o devido seguimento na hora de rematar à baliza, tanto que Diogo Costa apenas via a bola a passar de um lado para o outro.

Sensivelmente a meio do segundo tempo, após uma bola parada, Rúben Dias parecia estar a caminho de dar o primeiro motivo de festejo em Braga, porém, viu Carvajal salvar a seleção espanhola quase em cima da linha.

A Espanha sentiu que a possibilidade de chegar à final four ainda estava bem viva e, aos 77 minutos, conseguiu finalmente mirar a baliza da equipa de Fernando Santos, com um remate de Morata a ser travado por Diogo Costa.

Nos últimos minutos, Portugal optou por proteger o resultado e sair em contra-ataque, perante uma Espanha mais 'atrevida', que acabou mesmo por chegar ao golo por intermédio de Morata aos 87 minutos, causando uma autêntica desilusão no público português presente em Braga.

Com este resultado, Espanha junta-se a Croácia, Itália e Países Baixos na final four da Liga das Nações.

Momento do jogo: Naturalmente o golo que deu o triunfo à seleção espanhola em cima do minuto 90, num lance em que Morata teve via aberta para fazer o primeiro e único golo do encontro.

Onzes

Portugal: Diogo Costa; João Cancelo, Rúben Dias, Danilo Pereira, Nuno Mendes; Rúben Neves, William Carvalho, Bruno Fernandes; Bernardo Silva, Diogo Jota e Cristiano Ronaldo

Espanha: Unai Simón; Gayà, Pau Torres, Guillamón, Carvajal; Koke, Rodri, Soler; Pablo Sarabia, Morata e Ferran Torres

Antevisão

Portugal e Espanha vão lutar, esta terça-feira, por uma vaga na 'final four' da Liga das Nações, num jogo em que a equipa das quinas até pode sair de Braga a sorrir com dois resultados possíveis: a vitória e o empate.

Contudo, não é preciso recuar muito tempo para recordar uma ocasião em que a tentativa de salvar um ponto correu (muito) mal ao conjunto liderado por Fernando Santos, quando perdeu a vaga direta de acesso ao Mundial para a Sérvia, com uma derrota na Luz ao cair do pano (1-2), em novembro do ano passado.

A Espanha vai procurar reagir à derrota caseira frente à Suíça (1-2), que permitiu a Portugal recuperar a liderança isolada do grupo 2, graças à goleada alcançada diante da Chéquia (0-4). Na realidade, uma equipa conseguirá chegar ao objetivo e a outra ficará pelo caminho, sendo de recordar que a equipa das quinas leva 10 pontos conquistados, enquanto que a vizinha Espanha tem oito.

De referir que os últimos cinco duelos entre os rivais ibéricos terminaram com um empate (o último dos quais foi o 1-1 da primeira jornada do grupo) e, caso se repita a história, os portugueses acabarão a festejar, ainda que o objetivo tenha de passar por alcançar um triunfo, algo que já não acontece desde 2010, altura em que Portugal goleou a Espanha, na Luz, por 4-0.

O jogo tem início agendado para as 19h45 em Braga, será ajuizado pelo italiano Daniele Orsato e poderá acompanhar as incidências da partida no Desporto ao Minuto.

Leia Também: Portugal-Espanha: Nada de jogar para o empate

Leia Também: O apelo de Cristiano Ronaldo: "Contamos com o vosso incansável apoio"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório