Meteorologia

  • 06 JULHO 2022
Tempo
19º
MIN 17º MÁX 34º

As notas do Liverpool-Real Madrid: Muro belga e joker brasileiro

Merengues conquistaram a 14.ª Champions e confirmam estatuto de Reis da Europa.

As notas do Liverpool-Real Madrid: Muro belga e joker brasileiro

O Real Madrid voltou a sagrar-se vencedor da Liga dos Campeões na noite de sábado. Os merengues voltaram a disputar a final, depois de 2018, e conquistaram a 14.ª Champions da história, um registo sem igual, batendo, novamente, o Liverpool (1-0) no jogo da maior decisão. 

Vinícius Júnior foi o autor do único golo em Paris, no Stade de France, mas o internacional brasileiro apenas pode ser visto como o 'abre latas' da final. 

Num jogo de muita emoção, não faltaram os mais diversos protagonistas, mas quando se trata de eleger o homem do jogo nem há espaço para discussão. 

A figura 

Thibaut Courtois fez nove defesas que deixaram o Liverpool à beira de um ataque de nervos. O gigante belga foi a grande figura desta final ao assinar várias intervenções de enorme relevo e ao garantir, desde o primeiro momento, que a baliza do Real Madrid estava fechada a sete chaves na final.

A surpresa 

Vinícius Júnior foi o grande trunfo merengue para desbloquear o nulo no marcador. O jovem brasileiro, já se sabe, é um perigo à solta e aproveitou a distração de Alexander-Arnold para apontar o único golo da final. Não fosse a exibição monstruosa de Courtois, seria a figura do encontro. Ainda assim, não deixa de estar ligado a mais uma conquista histórica do Real Madrid. 

A desilusão

Luis Díaz era visto como um dos maiores perigos do Liverpool, mas a verdade é que o craque colombiano acabou anulado por Dani Carvajal que, diga-se, contou com a preciosa ajuda de Valverde para proteger aquele corredor. O ex-jogador do FC Porto foi o primeiro 'sacrificado' de Jurgen Klopp e deu o lugar a Diogo Jota. Acabou por não conseguir fazer aquilo que sempre faz: desequilibrar. 

Os treinadores

Jurgen Klopp

O futebol por vezes é injusto e Jurgen Klopp tem razões para ficar insatisfeito. Depois de perder a Premier League para o Manchester City, na derradeira jornada, voltou a cair na grande decisão da Liga dos Campeões. Talvez o cansaço físico tenha falado mais alto. O Liverpool apenas foi melhor na primeira meia hora de jogo. No entanto, aquilo que este Liverpool fez esta época não deve ser desvalorizado. 

Carlo Ancelotti 

Ancelotti regressou ao Real Madrid no último verão e o balanço só pode ser positivo: La Liga e Liga dos Campeões no bolso. Conquistou a quarta 'orelhuda' da carreira (duas pelo AC Milan e outras duas pelo Real) e provou que ainda é capaz de montar equipas com mentalidade vencedora e capaz de bater qualquer adversário. Faz parte da história do Real Madrid. 

O árbitro 

Aquele golo anulado a Benzema em cima do intervalo vai dar muito que falar, mas a verdade é que acabou por não ter influência no resultado final. De resto, Clément Turpin conseguiu sempre manter o controlo do jogo e foi mantendo um critério largo que permitiu que o jogo fosse correndo com fluidez. 

Leia Também: As imagens que não viu na TV da final da Liga dos Campeões

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório