Meteorologia

  • 20 JANEIRO 2022
Tempo
MIN 5º MÁX 14º

Edição

António Miguel Cardoso concorre de novo à presidência do Vitória SC

António Miguel Cardoso anunciou hoje a candidatura à presidência do Vitória de Guimarães, clube da I Liga portuguesa de futebol, nas eleições previstas para março, repetindo a participação de 2019, em que foi o segundo mais votado.

António Miguel Cardoso concorre de novo à presidência do Vitória SC
Notícias ao Minuto

14:52 - 14/01/22 por Lusa

Desporto I Liga

"António Miguel Cardoso apresenta-se às eleições que deverão decorrer em março, com uma equipa renovada, mantendo elementos que já o acompanhavam no projeto anterior, mas agregando vitorianos que, não o tendo apoiado na anterior candidatura, se reveem no seu projeto e na postura que manteve ao longo deste período", informa o comunicado enviado hoje às redações.

Sob o lema 'Mais Vitória', a lista encabeçada pelo antigo membro dos órgãos sociais dos vitorianos, na presidência de Vítor Magalhães, entre 2004 e 2007, conta ainda com Armando Guimarães, Diogo Leite Ribeiro, Nuno Soares Leite e Pedro Meireles como candidatos a vice-presidentes.

António Miguel Cardoso considera que, "nos últimos anos", o emblema de Guimarães "andou sem rumo e sem linhas orientadoras", que o levaram a "desligar-se da cidade" e a perder o "estatuto e o respeito das entidades que regulam o futebol".

O candidato à presidência do Vitória frisou ainda ter cumprido a "promessa" de "deixar trabalhar" a direção presidida por Miguel Pinto Lisboa, vencedor do sufrágio de 2019, até "à hora de os sócios voltarem a ser chamados a votar".

"Procurei manter o silêncio e deixar o clube e o seu presidente trabalhar sem ruídos externos. Convém que [os sócios] saibam com tempo quem são as equipas e os projetos que têm para devolver o Vitória ao lugar que lhe pertence", lê-se na nota.

Para o concorrente, a direção em funções mostrou-se, não só incapaz de "reduzir a dívida", como tem vindo, "continuadamente, a piorar as finanças do clube".

António Miguel Cardoso foi o segundo candidato mais votado em 20 de julho de 2019, com 31,1% dos votos (2.202), atrás de Miguel Pinto Lisboa, que obteve 50,6% (3.584 votos), e à frente de Daniel Rodrigues, com 16,8% (1.189), numas eleições com 7.083 sócios votantes.

Apesar de o próximo sufrágio estar ainda por calendarizar, os estatutos do Vitória de Guimarães referem, no artigo 28.º, que a assembleia-geral reúne "de três em três anos, no mês de março, para eleger os corpos gerentes".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório