Meteorologia

  • 08 DEZEMBRO 2021
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 15º

Edição

E tudo Taremi levou: As notas do Tondela-FC Porto

Avançado apontou os três golos com que os dragões viraram o resultado em Tondela. Iraniano pôs o FC Porto na liderança provisória e o seu nome no topo dos marcadores do campeonato.

E tudo Taremi levou: As notas do Tondela-FC Porto

Em noite cinematográfica de Taremi, o avançado iraniano vestiu a pele de protagonista de uma história contada em dois atos: o antes e o depois da expulsão de Iker Undabarrena. À boa maneira de Bollywood, o médio espanhol cedido pela Real Sociedad deu a vida por Eduardo Quaresma, que influenciado pela sétima arte oriental cometeu um autêntico haraquíri coletivo à passagem da meia hora.

Antes disto, já Neto Borges inaugurara o marcador no primeiro ataque tondelense, a que se seguiu o primeiro de três raides iranianos à baliza beirã. O segundo chegou em cima do intervalo, na sequência de uma defesa incompleta de Trigueira a remate de Uribe.

A trama adensou-se na segunda parte, contrariando a expetativa de quem achava já adivinhar o desenlace. Pepe esteve perto ajudar David na desigual luta contra Golias ao parar em falta o azeri Dadashov quando este seguia isolado para a baliza de Diogo Costa; salvo pelos deuses do vídeo-árbitro, o experiente central nunca achara tão bela a cor amarelo.

Quem não esteva para filmes foi Fábio Vieira que, três minutos após render o pouco iluminado Evanilson, acendeu a luz do hat-trick de Taremi. O jovem formado no Olival assiste a cada 59 minutos em campo, mais do que qualquer outro jogador na prova.

Herói mais que provável, o iraniano chegou aos sete golos na liga, feito que lhe permite liderar esta corrida à bota dourada e alcançar em nove jornadas o que Marega fez em... 30 na última época.

Figura

Mehdi Taremi. Se os dois primeiros golos nascem do instinto goleador aliado à capacidade de antecipação característica dos grandes pontas de lança, o terceiro é de alguém que não pode ser descrito apenas como um finalizador. A receção com um pé e o pronto remate com o outro é digna de um jogador que merecia esta aposta (muito) mais cedo.

Surpresa

Contratado pelo Benfica ao Zamora em 2015, Jhon Murillo nunca teve oportunidade de mostrar-se na Luz. Recambiado para Tondela, tornou-se este sábado o jogador com mais jogos na primeira divisão pelo clube beirão. Foi pelos pés do internacional venezuelano por 32 ocasiões que nasceram os lances mais perigosos dos homens da casa neste encontro. Aos 25 anos, surpresa é não estar um patamar acima tamanha a sua qualidade.

Desilusão

O potencial de Eduardo Quaresma é do tamanho do erro que cometeu nesta partida. A margem de progressão gigante vai sendo ofuscada pelos sucessivos lapsos gritantes que o central formado entre Alcochete e Alvalade vai colecionando e, numa posição como a que ocupa, estes podem custar caro quando o treinador entender que as qualidades que oferece com bola não compensam as que não tem sem esta; pior se torna o cenário quando o erro advém de uma falha... com bola.

Treinadores

Pako Ayestarán: A estratégia preparada pelo técnico espanhol para o encontro com o vice-campeão nacional ficou condicionada desde cedo por força da expulsão de Undabarrena. Sem prejuízo deste pormaior, a formação beirã justificou o porquê de ser o quarto ataque mais concretizador na prova, provocando uma mão cheia de calafrios à defesa portista durante toda a partida.

Sérgio Conceição: Surpreendeu ao dar a titularidade a Vitinha no lugar que tem escrito Sérgio Oliveira. Apesar do golo sofrido logo aos 4', foi com naturalidade que os dragões consumaram a reviravolta ainda na primeira metade. Exibição séria e comprometida dos portistas, num jogo em que o técnico azul admitiu que não seria fácil mudar o chip da Champions para o campeonato.

Árbitro

Fábio Veríssimo não teve um final de tarde fácil em Tondela, fruto da complexidade das decisões que teve de tomar durante os 90 minutos. Se a expulsão de Undabarrena não parece merecer discussão, o mesmo não se poderá dizer em relação ao lance de Zaidu com Murillo na área portista no primeiro tempo e da cor do cartão mostrada a Pepe após falta sobre Dadashov, aos 54'.

Leia Também: "Não gostei que alguns jogadores fossem de pitons de borracha a jogo"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório