Meteorologia

  • 17 SETEMBRO 2021
Tempo
21º
MIN 18º MÁX 26º

Edição

Diogo Costa segue na peugada de Baía e volta aos grandes palcos europeus

Guardião deverá segurar a titularidade na Liga dos Campeões, diante do Atlético Madrid, continuando a seguir os passos de Vítor Baía para se assumir como uma referência na baliza do FC Porto.

Diogo Costa segue na peugada de Baía e volta aos grandes palcos europeus

Sérgio Conceição parecia ter um problema em mãos quando se percebeu que Agustín Marchesín iria chegar tarde aos trabalhos de pré-época do FC Porto por conta da participação na Copa América. Mas a solução estava mesmo à vista e dá pelo nome de Diogo Costa.

Chamado à titularidade pelo técnico azul e branco para a estreia do FC Porto na primeira jornada da I Liga frente à Belenenses SAD, o guarda-redes luso não largou mais a baliza dos portistas, tendo-se mesmo revelado uma peça fundamental no esquema de Conceição, ao ponto de ter sido eleito o melhor em campo no Clássico do passado sábado frente ao Sporting, dissipando quaisquer dúvidas que pudessem haver sobre a sua qualidade.

Num curto espaço de semanas, o jovem, que dentro de dias celebrará 22 anos de idade, 'roubou' a titularidade a Marchesín, que se encontra a recuperar de uma lesão no joelho, foi chamado à seleção nacional por Fernando Santos, e foi peça fundamental para o FC Porto sair com pontos de Alvalade, naquele que foi o seu primeiro Clássico na I Liga, entrando para a história como o mais jovem guarda-redes do FC Porto a jogar um Clássico nos últimos 25 anos.

As comparações naturais com Vítor Baía começam a surgir, até porque Diogo Costa é o primeiro guarda-redes português a agarrar a titularidade nos azuis e brancos desde Baía, depois do legado deixado pelo atual dirigente portista, que também começou a dar nas vistas com a camisola dos dragões em idêntica faixa etária que o atual camisola 99 do FC Porto.

O próximo teste de fogo é já na quarta-feira, diante do Atlético de Madrid, em jogo a contar para a primeira jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões. Não é a estreia de Diogo Costa na prova milionária, algo que aconteceu na época passada diante do Olympiacos, mas o guardião regressa agora aos grandes palcos europeus e logo diante do vigente campeão espanhol em título e que já contará com a contribuição de João Félix.

Campeão europeu sub-17, sub-19 e na Youth League

As qualidades de Diogo Costa há muito que eram reconhecidas. Remetido a um papel de suplentes nas últimas temporadas, o jovem internacional luso tem um currículo recheado de títulos nas camadas jovens.

Titular indiscutível nas seleções jovens de Portugal, o guardião, de 21 anos, foi campeão da Europa sub-17 em 2016 e, posteriormente, levantou o troféu no Europeu sub-19, dois anos depois. Seguiu-se a subida aos sub-21 e a inevitável chegada à seleção principal, ainda que não se tenha estreado nesta pausa para os compromissos de seleções em setembro.

A estes dois ceptros, Diogo Costa juntou ainda a conquista da UEFA Youth League, a Liga dos Campeões juniores, em 2018/19. Agora, Diogo Costa promete mostrar serviço na edição para os 'graúdos' e continuar a provar que é um digno sucessor de Rui Patrício nas redes da equipa das quinas.

Leia Também: Diogo Costa teve mão para a 'locomotiva'. As notas do Sporting-FC Porto

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório