Meteorologia

  • 27 SETEMBRO 2021
Tempo
25º
MIN 14º MÁX 26º

Edição

Benfica inicia corrida aos milhões na Rússia

O Benfica inicia quarta-feira, no reduto do Spartak Moscovo, a corrida à prestigiada e milionária Liga dos Campeões em futebol, sendo que, além de ultrapassar os russos, ainda tem de superar PSV Eindhoven ou Midtjylland.

Benfica inicia corrida aos milhões na Rússia

Depois de na época passada ter falhado o que seria uma 11.ª presença consecutiva na fase de grupos, os 'encarnados' tentam o regresso, no segundo ano da segunda 'era' Jorge Jesus, que, em 2020/21, viveu a pior das suas sete épocas na Luz.

As 'águias' acabaram o campeonato no terceiro lugar, perderam na final da Taça de Portugal e nas meias-finais da Taça da Liga com o Sporting de Braga e caíram face ao FC Porto na Supertaça, isto depois do arranque com o desaire na 'Champions'.

Numa terceira pré-eliminatória a um só jogo, culpa da pandemia da covid-19, o Benfica caiu por 2-1, com a ajuda do seu ex-jogador Zivkovic, no reduto do PAOK Salónica, então treinado pelo português Abel Ferreira, que, entretanto, rumou ao Palmeiras.

Um ano volvido, os 'encarnados' também começam a época fora, num jogo da terceira pré-eliminatória da 'Champions' e frente a um técnico luso, desta vez Rui Vitória, que orientou o Benfica de 2015/16 a 2018/19, sucedendo precisamente a Jorge Jesus.

Os confrontos entre ambos ficaram para a história, sobretudo na primeira época de Vitória no Benfica, com Jesus a começar em 'grande', com três triunfos, incluindo um 3-0 na Luz, mas Vitória a rir por último, com um 1-0 em Alvalade que valeu o '35'.

Agora, está em jogo a continuidade na corrida à entrada na principal competição europeia, a 'Champions', que vale milhões e prestígio, pois é onde 'moram', ano após a ano, os melhores -- Cristiano Ronaldo joga-a consecutivamente desde 2003/04 e Lionel Messi, que nunca atuou noutra, desde 2004/05.

O Spartak Moscovo, vice-campeão russo na temporada transata, chega mais rodado, pois já cumpriu dois encontros no seu campeonato, tendo perdido por 1-0 na estreia, no reduto do Rubin Kazan, e triunfado na segunda ronda, também fora, por 1-0, face ao Krylya Sovetov, graças a um penálti de Sobolev.

Por seu lado, o Benfica ainda não cumpriu qualquer jogo oficial -- só se estreia no sábado na I Liga - e está ainda com o plantel em 'acabamentos', sendo que o último reforço, o avançado ucraniano Yaremchuk estará ausente do confronto de Moscovo.

Jorge Jesus, que levou 25 jogadores à Rússia, tem, porém, muitas opções, incluindo vários reforços, casos de João Mário, campeão pelo Sporting em 2020/21, Souhaliho Meité (ex-Torino) e Gil Dias (ex-Mónaco).

Ao contrário do que sucedeu em 2020/21, o primeiro encontro da época não decide -- pelo menos matematicamente -- a eliminatória, que só fecha em 10 de agosto, espera-se com o regresso do público ao Estádio da Luz, ainda que com restrições.

O duelo de 2021/21 será o segundo entre as duas equipas, depois do duplo confronto na fase de grupos da 'Champions' de 2012/13, com dois triunfos caseiros, dos russos por 2-1 (Lima marcou pelo Benfica) e do 'onze' de Jesus por 2-0 ('bis' de Cardozo).

O terceiro encontro entre Spartak Moscovo e Benfica, da primeira mão da terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões, realiza-se na quarta-feira, pelas 20:00 locais (18:00 em Lisboa), com arbitragem do espanhol Carlos del Cerro Grande.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório