Meteorologia

  • 22 JUNHO 2021
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 23º

Edição

Jesus fala do "sonho" do 2.º lugar e atira: "Outros não vão ganhar nada"

Treinador assume que, aconteça o que acontecer, esta "nunca vai ser uma época positiva" para o Benfica.

Jesus fala do "sonho" do 2.º lugar e atira: "Outros não vão ganhar nada"

Jorge Jesus assumiu, esta segunda-feira, em conferência de imprensa, que continua a alimentar o "sonho" de chegar ao segundo lugar da I Liga, apesar de manter uma distância de quatro pontos para o FC Porto a três jornadas do desfecho da I Liga. Em conferência de imprensa, o treinador do Benfica antecipou, ainda, dificuldades diante do Nacional.

Mile Svilar: Tem tido uma ação importante. É um jogador que não se sente inferiorizado por trabalhar com a equipa B. Ele é que pede para ir jogar na equipa B. É um indicador muito bom de quanto o jogador quer crescer e lutar por uma posição no Benfica. O Benfica tem três bons guarda-redes, e, quando um treinador tem três bons guarda-redes, é mais complicado. Já tive um treinador que dizia aos guarda-redes: 'És o melhor guarda-redes da Europa, mas ele é o melhor guarda-redes do mundo'.

APAF vai avançar com queixa após críticas à arbitragem do Clássico: Primeiro, sabem que sou um defensor daquela autoridade que os árbitros devem ter dentro do campo sobre o jogo e não só. Outra coisa é querer ter autoridade de ter uma opinião diferente daquilo que aconteceu no jogo. Por aquilo que aconteceu no jogo, eu nunca posso ser julgado. Quem tem que ser julgado é a APAF, porque o que digo é verdade. Não vou ter nem mereço um castigo por aquilo que for. E mais, a APAF tem que se preocupar é com os problemas da arbitragem portuguesa. E o problema não é os treinadores estarem ou não de acordo, isso faz parte de um país democrático. Isso demonstra alguma falta de conhecimento e preocupação com coisas que não valorizam a arbitragem portuguesa. Estava mais interessado se as pessoas da APAF pensassem no que é o futebol, no que podemos fazer para o mudar. O VAR, por exemplo, tem que ser mudado para bem do futebol. Não tenho dúvida nenhuma. Se quiserem saber, tenho ideias para que o VAR continue a ajudar o futebol, mas tem de ser mudado. Ainda ontem, por exemplo, estava a ver o Real Madrid-Sevilla. Um lance dentro da grande área do Sevilla que deu penálti contra o Sevilla. O VAR, passado um ou dois minutos, veio buscar a jogada atrás e vê que houve um lance que deu grande penalidade contra o Real Madrid. Isto é para mostrar que o VAR tem que mudar, não é compatível com o futebol. Mesmo que fosse uma situação pela verdade do jogo, passou muito tempo desde que foi cometida. Se os árbitros não viram, não viram. O VAR tem que começar a ser decidido numa zona final ou nas três decisões do jogo. Não pode haver mais VAR se querem que o futebol mundial continue a ter paixão. Estamos a perder emoção. A APAF pode ter ideias para mostrar que o VAR é uma ferramenta para ajudar, mas, se não soubermos trabalhar com ela, não traz nada ao futebol.

Dificuldade em motivar equipa contra o último: Claro que a motivação dos atletas, muitas vezes, é feita pelos objetivos a alcançar. Mas o Benfica ainda tem um objetivo muito importante, que é o segundo título mais importante de Portugal. Sendo no último jogo e tendo ainda um jogo contra o rival, há vários indicadores para que estes jogadores estejam sempre motivador para trabalhar. Uma das coisas que não posso apontar a este grupo é que foi difícil de trabalhar. Foi sempre apaixonado, quando esteve bem e teve saúde para o fazer. Se fizessem a classificação da segunda volta até ao jogo com o FC Porto, viam quem estava em primeiro. Estes jogadores tiveram um comportamento que nunca vou esquecer.

Seferovic melhor marcador da época: Hoje, restam-nos poucas possibilidade de ter coisas para conquistar. O Sefe está numa posição privilegiada, está dependente dele para ser o artilheiro deste campeonato. Não jogando tantos jogos a titular, mas tem sido um jogador muito importante para a equipa. Tenho a certeza de que o grupo o vai ajudar em várias ocasiões, como nas grandes penalidades. Aliás, grandes penalidades não vai poder marcar, porque o Benfica não tem grandes penalidades. Aqui, equivoquei-me [risos]. 

Rafa e Gonçalo Ramos: O Rafa já vinha, há pelo menos três jogos, a dar sinais de um problema no pé, que lhe tirou alguma capacidade de rendimento dentro daquilo que vinha a fazer. Chegou ao momento de ter que parar. Não vai para a Madeira, não recuperou. Quanto às outras possibilidades de jogadores que não foram tantas vezes titulares, é a mesma. Estes três jogos não fazem mudar as minhas ideias quanto aos objetivos do Benfica.

Época falhada: Se me perguntassem no princípio da época se o meu sonho de objetivos para o Benfica era isto... Nem nos meus sonhos isso existia. Se é uma época falhada? Nunca vai ser uma época positiva, mas ainda há coisas para conquistar. Faltam quatro jogos que ainda podem dar títulos ao Benfica, ainda que não sejam os mais importantes. Há outros rivais que não vão ganhar nada. Neste momento, não posso dizer que é uma época falhada, por vários motivos. A 'culpa' dos meus jogadores e da estrutura do Benfica é muito reduzida para aquilo que possa acontecer no final da época.

Segundo lugar: É um sonho. Tinha essa possibilidade muito mais realista se dependesse de mim. Como não dependo de mim, é um sonho. Por muito que ganhe, os outros têm que ganhar ao nosso rival. Se dependesse de nós, já não falava da mesma maneira. Quando estás dependente de outros, podes sonhar, mas passa pelos outros.

Diogo Gonçalves eleito Revelação do Ano: Fico feliz, porque é um menino criado neste clube. Soube aproveitar a oportunidade que lhe demos no início da época. A partir daí, vi que havia um jogador com talento para desenvolver o que queremos na posição que ocupa. Mas também teve que fazer por isso. Por muito que os treinadores queiram, se os jogadores não tiverem talento e se não quiserem apostar numa ideia conjunta, não dá resultado. Ele quis apostar. Tem talento para aquilo que faz. De certeza que está muito feliz.

Expetativas: A responsabilidade é sempre a maior, tens que jogar sempre para ganhar. Quando tens traçados objetivos, essa responsabilidade é acrescida. A responsabilidade é ganhar, não há outra forma de pensar, sabendo que vamos jogar contra um adversário que ainda sonha poder ficar na I Liga. Vamos fazer um jogo em que ainda podemos sonhar que vamos chegar ao segundo lugar. Vamos ter um jogo difícil, como é sempre na Choupana, para qualquer adversário, até em função do rival.

Antevisão

Encerrado o entusiasmo em torno do Clássico com o FC Porto, que terminou empatado a uma bola, o Benfica prepara-se para regressar, já esta terça-feira, à ação, com a deslocação ao terreno do Nacional.

Antes disso, esta segunda-feira, Jorge Jesus irá passar pela sala de imprensa do complexo do Seixal, onde irá fazer a antevisão ao encontro da 32.ª jornada do campeonato português.

Fique com o Desporto ao Minuto e acompanhe, a partir das 14h (hora de Portugal Continental), a conferência de imprensa do treinador do conjunto encarnado antes da partida para a Madeira.

Leia Também: Benfica prepara 'revolução' no meio-campo e só um tem lugar assegurado

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório