Meteorologia

  • 10 ABRIL 2021
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 18º

Edição

Defesa dá razão a Jesus, que está prestes a igualar recorde de... Jesus

Encarnados não sofrem golos no campeonato há seis jogos consecutivos e estão apenas a uma partida de igualar o registo desde 2014/15.

Defesa dá razão a Jesus, que está prestes a igualar recorde de... Jesus

O Benfica venceu o Marítimo (1-0), na passada segunda-feira, aumentou para cinco a série de jogos consecutivos a vencer e elevou para seis as vezes seguidas em que a baliza à guarda de Helton Leite ficou a zeros na I Liga. Feitas as contas, são 540 minutos sem qualquer golo encaixado, um registo inédito em 2020/21 e que há muito tempo não se via para os lados da Luz. Mais concretamente, desde 2014/15, curiosamente a última época da primeira passagem de Jorge Jesus pelo Benfica. 

Nessa temporada, em que as águias venceram o campeonato, a Taça da Liga e a Supertaça, as águias comandadas por JJ arrecadaram um registo imaculado de sete jogos consecutivos sem sofrer qualquer golo no campeonato. 

Na próxima jornada, na visita ao Paços de Ferreira, o experiente treinador das águias terá um teste de fogo que promete colocar à prova a nova linha defensiva que tem apresentado resultados visíveis. Caso conseguia sair da Mata Real sem golos encaixados, os encarnados batem o recorde de 2014/15 e Jorge Jesus repete o melhor ciclo defensivo ao serviço do Benfica. 

Recorde-se que tudo começou no nulo no terreno do Feirense (0-0), seguindo-se cinco vitórias seguidas: Rio Ave (2-0), Belenenses SAD (3-0), Boavista (2-0), Sp. Braga (2-0) e, mais recentemente, Marítimo (1-0). 

Elogios para a defesa 

Ao longo da presente temporada, Jorge Jesus já apresentou várias mexidas na linha defensiva, mudando em algumas ocasiões, inclusive, o sistema tático da equipa. Ora, em muitos casos, as alterações até foram forçadas, como é o caso da lesão de André Almeida, mas, na reta final da época, JJ finalmente parece ter encontrado um ponto de equilíbrio. Para isto também contribuiu a troca direta no dono da baliza: Helton Leite remeteu Odysseas para o banco. Mas não foi caso único. Diogo Gonçalves também apresentou maiores argumentos do que o reforço Gilberto, e Lucas Veríssimo não perdeu tempo em 'atirar' Vertonghen para o banco de suplentes. 

Após o jogo com o Marítimo, na Luz, Jorge Jesus foi questionado sobre a importância de Helton Leite para o imaculado registo defensivo nos últimos seis jogos, e fez questão de distribuir os 'louros' pelos restantes jogadores que fazem parte desta nova linha defensiva encarnada. 

"Uma equipa, quando defende, não é só o guarda-redes. E, se analisarmos, nestes últimos seis, sete jogos, o Helton entrou para a baliza, mas também entraram outros jogadores novos, como é o caso do Lucas [Veríssimo], o próprio Diogo [Gonçalves], na última linha. Face às estatísticas, a equipa melhorou porque não sofremos golos, mas não foi só porque tenha entrado o Helton para a baliza... Ele também é um dos que têm dado mais segurança defensivamente... Neste jogo, na única oportunidade de golo que o Marítimo teve, ele conseguiu sacar essa bola, mas jogar com um sistema diferente faz com que a equipa esteja mais segura atrás", explicou Jorge Jesus, em conferência de imprensa. 

Leia Também: Benfica e o penálti à 25.ª jornada: "Um recorde indesejável e injusto"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório