Meteorologia

  • 24 JULHO 2021
Tempo
23º
MIN 16º MÁX 26º

Edição

"Não bastou uma expulsão para impedir o FC Porto de ganhar"

FC Porto insurge-se contra arbitragem de Luís Godinho.

"Não bastou uma expulsão para impedir o FC Porto de ganhar"

O FC Porto voltou a apontar o dedo à arbitragem de Luís Godinho no empate registado na noite de quarta-feira frente ao Sp. Braga (1-1), referente às meias-finais da Taça de Portugal. Através da newsletter Dragões Diário, publicada esta quinta-feira, o FC Porto questiona o critério que levou à expulsão de Luis Díaz no lance do qual resultou a lesão de David Carmo e diz mesmo que "Luís Godinho e Hugo Miguel brincaram com o futebol".

"Desta vez, à segunda vez na Pedreira, não bastou uma expulsão para impedir o FC Porto de ganhar. Desta vez, foi preciso duas para o Braga poder empatar (1-1). E fê-lo 12 minutos para lá dos 90, num jogo - o da primeira mão das meias-finais da Taça de Portugal - que os Dragões disputaram em inferioridade numérica durante mais de meia hora, depois de uma expulsão absurda de Luis Díaz, severamente penalizado pela lesão grave e fortuita de David Carmo num lance em que não cometeu qualquer falta", pode ler-se na publicação do FC Porto, que prossegue.

"Porque Luís Godinho e Hugo Miguel brincaram com o futebol, Mehdi Taremi, o avançado iraniano que é capa da mais recente edição da Dragões e marcou o quinto golo em cinco jogos da Taça de Portugal na execução perfeita de um chapéu sobre Matheus, ficou forçosamente para o fim, afastado dos holofotes pelos disparates de arbitragem que atenuaram o desconforto do Braga para o reencontro no Dragão, por ocasião da segunda mão", criticam os dragões.

O FC Porto recorda, ainda, o lance que levou Nanu para o hospital, frente ao Belenenses SAD, e questiona o critério aplicado a Luis Díaz.

"A expulsão de Luis Díaz, que deixou o relvado num pranto, ajudou-nos a perceber ainda que, ao contrário do que aconteceu no Jamor, quando Kritsyuk cometeu falta dentro da área sobre Nanu (num choque que também conduziu o jogador do FC Porto ao hospital), lances do género não justificam juízo de intenções ou não exigem critério, porque em Oeiras não houve expulsão. Nem penálti", questionam os portistas.

A mesma publicação faz também eco das declarações de Pinto da Costa, presidente do FC Porto que compareceu em sala de imprensa para criticar a equipa de arbitragem liderada por Luís Godinho, bem como o secretário de Estado do Desporto.

Leia Também: Sérgio Conceição foi ao balneário pedir desculpa a Carlos Carvalhal

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório