Meteorologia

  • 30 SETEMBRO 2020
Tempo
21º
MIN 15º MÁX 25º

Edição

Rojo recorda discussão com Ibra: "Narigudo, queres as bolas todas"

Antigo defesa do Manchester United conta que Mourinho teve de separar os dois no balneário.

Rojo recorda discussão com Ibra: "Narigudo, queres as bolas todas"

Marcos Rojo concedeu uma extensa entrevista ao portal argentino Infobae durante a qual passou em revista a sua carreira como futebolista, e recordou um episódio em que quase chegou a vias de facto com Zlatan Ibrahimovic.

O defesa-central argentino e o dianteiro sueco tiveram mesmo de ser separados por José Mourinho, na altura técnico dos red devils, que entrou no balneário aos gritos e aos pontapés às garrafas.

"Jogadores como o Zlatan têm uma personalidade terrível: é um vencedor. Chateia-te porque quer vencer. Sabe que podes dar mais e aprendi muito com ele. Mas nesse jogo, estávamos a vencer 1-0 em Old Trafford e ele queria todas as bolas. Numa jogada em que conduzo a bola, vejo Pogba solto na esquerda e faço-lhe o passe", começa por recordar Marcos Rojo.

"O Zlatan começa a f****-me. 'Passa-me', gritava ele. 'Queres todas as bolas, narigudo?', respondi, também aos berros. No final da primeira parte, vamos para os balneários e, quando estou sentado a descalçar as chuteiras, Zlatan entrou, dá um pontapé em qualquer coisa, vê-me e grita: 'O que é que me disseste?' Levantei-me e só pensava: 'Por favor, alguém que nos separe porque este mata-me.' Vamos os dois para cima um do outro e aí, os ingleses, todos grandotes, lá nos separam. Nessa altura entrou Mourinho, aos gritos e aos pontapés às garrafas de águas. Uma confusão naquele balneário... mas tudo se resolveu", acrescentou.

O antigo jogador do Sporting recordou ainda um pedido especial de José Mourinho que envolvia o chileno Alexis Sanchéz.

"Em janeiro, tínhamos ido cinco dias para o Dubai em pré-época. Quando regressávamos, em viagem, estava a tentar dormir quando me tocam no ombro. Olhei para trás e era Mourinho. Mostrou-me o telemóvel e vejo uma mensagem do diretor desportivo do Manchester United. Dizia que estava confirmada a contratação de Alexis Sánchez e quando chegássemos a Inglaterra ele juntava-se à equipa. O problema é que o Alexis e eu, quando nos víamos, havia sempre problemas. Lutávamos até à morte, se fosse preciso. O Mourinho veio pedir-me: 'Agora não lhe batas que vai jogar por nós.' Muito bem, para quebrar, não. Mas nos treinos batia em todos", concluiu.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório