Meteorologia

  • 08 AGOSTO 2020
Tempo
19º
MIN 18º MÁX 31º

Edição

As notas do Benfica-Boavista: Águia brilhou às 'costas' de Gabriel

Confira os principais destaques da partida na Luz.

As notas do Benfica-Boavista: Águia brilhou às 'costas' de Gabriel

O Benfica regressou, por fim, ao caminho das vitórias depois de uma semana atribulada. Já sem Bruno Lage no comando técnico, que está agora sob a orientação interina de Nélson Veríssimo, as águias derrotaram o Boavista (3-1), em jogo da 30.ª jornada da I Liga na noite de sábado. 

Perante um Boavista organizado, as águias sentiram dificuldades nos minutos inicias, mas um golo de André Almeida, aos 13 minutos, desbloqueou um jogo que se previa difícil. 

Os restantes golos do Benfica foram apontados por Pizzi e Gabriel, ao passo que Dulanto apontou o tento de honra axadrezado. 

A figura 

Gabriel regressou ao onze, depois de ter cumprido castigo na Madeira, e exibiu-se a bom nível, especialmente na primeira parte. Foi dele que partiu o passe que valeu o primeiro golo de André Almeida, quem assistiu Pizzi para o segundo e marcou o terceiro tento da noite. 

Resumidamente, esteve nos três golos e justificou, finalmente, um lugar no onze. 

Desilusão 

Seferovic foi a opção de Nélson Veríssimo para começar o jogo de início, mas voltou a deixar muito a desejar. O avançado suíço dispôs de quatro grandes oportunidades e em nenhuma delas conseguiu levar a melhor sobre Helton Leite. Saiu aos 72 minutos, mas fica a sensação que deveria ter sido substituído mais cedo. 

Surpresa 

Helton Leite borrou a pintura no primeiro golo da partida, mas assinou várias intervenções de luxo que foram evitando que o resultado se fosse avolumando. Tem sido associado ao Benfica e deu uma boa prova na noite de ontem. 

Nélson Veríssimo 

Não mudou o ADN da equipa de Bruno Lage, mas apostou em Seferovic na frente de ataque, uma escolha que se revelou errada. Manteve os processos adquiridos pelos jogadores e soube mexer bem quando lançou Vinícius e Rafa no jogo. 

Daniel Ramos

Foi ousado na abordagem ao jogo, mas viu o golo madrugador mudar aquilo que poderia ser uma boa estratégia. Na segunda parte fez alguns reajustes e os axadrezados melhoraram defensivamente

Árbitro 

Fábio Veríssimo moderou um jogo sem grandes incidências, exceção feita ao golo anulado a Carlos Vinícius. O árbitro validou o golo, mas depois de ser alertado pelo VAR acabou por reverter a decisão. Noite tranquila. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório