Meteorologia

  • 22 OUTUBRO 2021
Tempo
17º
MIN 15º MÁX 23º

Edição

Sporting confirma cortes salariais e adesão ao lay-off

SAD leonina adianta que colocou 95% dos funcionários em lay-off. Membros do Conselho de Administração com redução salarial de 50%. Com estas medidas, os leões esperam reduzir os custos com pessoal em 40%.

Sporting confirma cortes salariais e adesão ao lay-off

O Sporting confirmou, esta quarta-feira, que aderiu ao regime de lay-off simplificado, bem como procedeu a cortes salariais de modo a conter os custos para lidar com a crise provocada pelo novo coronavírus. Em comunicado enviado à CMVM, os leões adiantam que os jogadores e a equipa técnica do futebol profissional terão um corte salarial de 40%, enquanto os membros do Conselho de Administração terão uma redução de 50%. 

"As referidas medidas têm por objectivo reduzir os custos fixos da Sporting SAD e juntam-se a outras já adoptadas, como, a redução salarial dos membros do Conselho de Administração em 50%, a redução salarial dos jogadores e da equipa técnica do futebol profissional em 40%, a redução de custos operacionais (FSE), o corte de despesas acessórias e a suspensão ou adiamento de investimentos não críticos", pode ler-se no comunicado enviado ao regulador de mercado. 

Além disso, o Sporting explica que recorreu ao lay-off simplificado para proteger os contratos de trabalho dos seus funcionários. Esta medida vai abranger 95% do universo dos trabalhadores dependentes e independentes e entra em vigor na quinta-feira, dia 16 de abril, por um período de um mês que poderá ser prolongado. 

"Foram, assim, adoptadas medidas de suspensão temporária da prestação de trabalho e de redução do período normal de trabalho, bem como medidas de redução dos contratos com prestadores de serviços, abrangendo cerca de 95% do universo dos trabalhadores dependentes e independentes", esclarecem os leões. 

Com isto, a Sporting SAD pretende reduzir os custos fixos, numa altura em que a Covid-19 se revela uma ameaça séria para o balanço de várias empresas. Com estas medidas, a SAD leonina vê margem para uma redução de 40% dos custos com pessoal. 

"A Sporting SAD estima, com base na informação disponível à data de hoje, que a implementação de tais medidas excepcionais e temporárias tenha como impacto uma redução da rúbrica de custos com pessoal correspondente a cerca de 40%, durante o período aplicável", explica o Sporting. 

A SAD adianta ainda que vai acompanhar diariamente a evolução da pandemia e mostra-se disponível para avaliar e adotar "medidas diversas" para mitigar os impactos da crise. A Covid-19 e as medidas entretanto adotadas pelo Governo originaram uma "grave afetação da atividade da Sporting SAD e um incontornável impacto financeiro", de acordo com o mesmo comunicado. 

O Sporting garante ainda desconhecer o futuro das competições desportivas que foram interrompidas, bem como os moldes que decorrerá o próximo mercado de transferências, que é "uma importante fonte de receita para qualquer clube português." 

[Notícia atualizada às 22h06]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório