Meteorologia

  • 06 JUNHO 2020
Tempo
25º
MIN 17º MÁX 25º

Edição

Tévez dá o exemplo: "Coloco-me ao dispor do governo para ajudar"

Avançado argentino deixa mensagem forte em tempos difíceis.

Tévez dá o exemplo: "Coloco-me ao dispor do governo para ajudar"

Todos devem ter um papel ativo no combate à Covid-19 e os mais abonados devem ajudar. É esta a opinião de Carlos Tévez, avançado do Boca Juniors.

O jogador argentino pretende ajudar e não se importa de ver cortado o seu ordenado, como referiu em entrevista à América TV.

“Coloco-me ao dispor do Governo. Se quiserem que dê uma mão, não há problema. Não gosto de ‘florear’ estas coisas, quando ajudo é do coração e não para sair num vídeo. Um futebolista pode viver seis meses ou um ano sem receber e temos de pensar nos bairros mais pobres, onde a situação é pior”, começou por dizer.

“Mas o Estado está a fazer as coisas bem. Eu termino o meu contrato em julho e nem penso nisso. O futebol voltará, seja em julho, agosto ou em 2021. Nesta altura, o que prevalece é este problema que nos afeta a todos”, disse ainda Tévez.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório