Meteorologia

  • 29 OUTUBRO 2020
Tempo
12º
MIN 12º MÁX 19º

Edição

"Alguns de nós, andam no futebol mas não sei se gostam do futebol"

Treinador das águias fez a antevisão ao jogo com o Shakhtar.

"Alguns de nós, andam no futebol mas não sei se gostam do futebol"

Bruno Lage esteve, esta quarta-feira, em conferência de imprensa para fazer a antevisão ao jogo do Benfica ante o Shakhtar, agendado para amanhã e referente à 1.ª mão dos 16avos de final da Liga Europa. Para além do treinador encarado, também Adel Taarabt falou aos jornalistas. 

Confira o essencial da conferência de imprensa. 

Bruno Lage 

Marega: "Não é apenas uma situação de racismo, é mais de civismo. Há tanta gente que gosta de futebol e depois nós, ou alguns de nós, andam no futebol mas não sei se gostam do futebol. Prejudicam o futebol. Temos de olhar para isto com uma responsabilidade tremenda. Não é apenas esta situação do Marega. É perfeitamente natural um estádio cheio chamar nomes a um árbitro, a um jogador ou a um treinador e nós nunca pensámos nisso. Até que um dia o mundo pára para pensar nesta situação. Este caso sobre racismo não é o único. Há um passado recente. Nós, os intervenientes, temos de estar juntos porque assim somos fortes. Temos um poder que é muito mais forte do que pensamos que podemos [utilizar] para educar ou transmitir bons valores. Um treinador entrar no campo, independentemente do clube e da cor, e as pessoas dizerem que ele é um gajo porreiro. Não é nada disso que dizem. Este seria um bom momento para refletirmos sobre isto. Todos nós queremos ganhar, mas há valores que estão acima disto tudo." 

Novamente a questão do onze: "Os jogadores ainda não sabem o onze e como sabem serão sempre eles os primeiros a saber."

Ganhar a Liga Europa ou o campeonato: "Não dá para ganhar as duas? (risos) Se responder a esta pergunta, escolhendo uma coisa ou outra, amanhã o presidente coloca-me fora do clube. A nossa mentalidade é ganhar tudo." 

Equipa que começará amanhã: "O mais importante é a dinâmica que os jogadores oferecem. Independentemente de quem jogue, o mais importante é a dinâmica que os nossos jogadores podem oferecer. Não vou tentar adivinhar o onze do Luís Castro, primeiro quero acertar no meu..." 

Candidato a ganhar a competição: "Não podemos prometer nada numa fase tão prematura na época. O que podemos prometer é que vamos entrar determinados no jogo para voltarmos a ser competentes no momento ofensivo e defensivo. Dar um passo em frente, sentir a motivação para voltarmos a ser consistentes. O que prometo sempre é não falar muito e trabalhar. Quer no campo, quer nas reuniões com os jogadores. É a promessa que fica da nossa forma de trabalhar." 

Campeonato pode condicionar Liga Europa: "Não condiciona por várias razões. Estamos em primeiro e dependemos de nós. E depois, tendo três/quatro dias de intervalo, dá perfeitamente para os jogadores estarem disponíveis e motivados para jogar. Acho que é o tempo de intervalo perfeito para se jogar consecutivamente. Quando se entra em ciclos de três jogos consecutivos é mais difícil. Agora, jogando quinta e segunda, não há inconveniente." 

Espaço nas costas da defesa: "Cada treinador tem a sua opinião ao analisar uma equipa. Não tenho qualquer opinião sobre o assunto. Foi a análise do míster Luís Castro. Independentemente disso, o mais importante é fazermos nós a nossa análise. Claro que é visível. Uma equipa que quer pressionar o adversário vai dar dois tipos de espaço. Não podemos pressionar à frente e não oferecer o espaço atrás. Independentemente do sistema ou do adversário, as equipas terão sempre espaço por explorar. É essa a nossa análise."

Período mais difícil: "Não. Os resultados são menos bons, mas demorámos um ano até que este momento chegasse. Problemas e pressão são outras coisas. A equipa vem de dois jogos sem vencer, perdemos seis pontos e continuamos em primeiro. Não é fácil isso acontecer. Não tenho memória que isso tenha acontecido. O Benfica perder dois jogos consecutivos e continuar em primeiro lugar. Amanhã é mais uma excelente oportunidade perante um adversário muito competente. Temos uma ambição muito grande de fazer um bom jogo e seguir em frente na competição."

Problemas defensivos: "Não podemos esconder essa situação. Em termos ofensivos queremos que o nosso guarda-redes seja importante nesse momento. Em termos defensivos também há vários jogadores e não só os defesas. Temos de olhar para os nossos jogos e trabalhar. Temos de nos agarrar ao trabalhar. Consolidar e trabalhar. É esta a nossa forma de trabalhar. Ver, verificar, analisar e melhorar para sermos uma equipa mais competente." 

Adel Taarabt 

Jogo de amanhã: "Como em cada jogo que entramos, queremos ganhar. Temos um grande respeito pelo Shakhtar. Eles também estavam na Champions. Vamos tentar ganhar, tal como fazemos em todos os jogos."

Problemas defensivos: "Eu não sei... Não podemos dizer porquê. Os resultados não foram bons, mas no último jogo poderíamos ter ganho porque jogámos bem. Claro que quando não ganhamos é fácil pensar assim. O futebol também tem maus momentos. O Benfica quer ganhar cada jogo. Estamos a trabalhar e viemos aqui para ter um bom resultado amanhã." 

Passado: "Eu não gosto de falar sobre o passado. Estou a gostar do presente e estou a desfrutar de cada minuto em que estou em campo. Para mim não há arrependimentos. Apenas olho para a frente." 

Titular amanhã?: "Isso terá de perguntar ao treinador. Estou disponível para jogar e para dar 100% pela equipa. Será assim sempre que o treinador quiser que eu jogue. Samaris ou Florentino? São duas excelentes opções, mas terá de ser o treinador a decidir. Para mim não há qualquer problema em jogar com qualquer um deles." 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório