Meteorologia

  • 29 FEVEREIRO 2020
Tempo
17º
MIN 13º MÁX 19º

Edição

Eduardo Henrique e Miguel Luís: Os 'desaparecidos' de Silas

Médio brasileiro foi um dos mais utilizados aquando da chegada do antigo jogador aos leões, mas tem perdido espaço. Jovem formado em Alcochete conta com apenas sete encontros esta época e fala-se numa saída por empréstimo ainda este mês.

Eduardo Henrique e Miguel Luís: Os 'desaparecidos' de Silas

Eduardo Henrique e Miguel Luís vivem tempos difíceis ao serviço do Sporting, ainda que as situações dos dois jogadores sejam diferentes. Se o brasileiro já viveu uma fase de maior fulgor ao serviço dos leões, o jovem formado na Academia de Alcochete nem se tem mostrado aos adeptos leoninos.

O caso de Eduardo Henrique requer maior atenção. O brasileiro, contratado no mercado de verão, foi muito utilizado aquando da chegada de Silas, mas nos últimos meses tem ficado constantemente no banco de suplentes.

O médio brasileiro assumiu-se desde logo como uma das pedras basilares de Silas, sendo mesmo um dos cinco jogadores que estiveram presentes nas primeiras nove partidas que o antigo futebolista cumpriu ao serviço do clube de Alvalade.

Contudo, e ao final desse período de jogos, Eduardo eclipsou-se das opções do técnico leonino, passando de ser um dos jogadores mais utilizados para o grupo dos que menos minutos tiveram nos últimos encontros.

O ex-Belenenses SAD soma apenas 20 minutos jogados em partidas da I Liga que se realizaram em dezembro frente a Santa Clara (13 minutos) e Gil Vicente (7 minutos), dois encontros em que saltou do banco de suplentes.

O médio foi titular pela última vez na derrota frente ao LASK Linz, no encontro de fecho da fase de grupos da Liga Europa, tendo cumprido os 90 minutos de jogo. Desde então, o brasileiro tem ficado constantemente no banco de suplentes, não sendo sequer chamado para entrar em jogo.

Já Miguel Luís nunca foi opção constante para Jorge Silas, muito por culpa das inúmeras soluções para o meio campo que estão à disposição do treinador, de 43 anos.

O jovem foi utilizado em apenas cinco ocasiões pelo técnico leonino, a últimas das quais no encontro com o LASK Linz, a 12 de dezembro. O futebolista não tem aparecido nos boletins clínicos do Sporting, mas nunca mais foi convocado para qualquer jogo. Esta temporada soma apenas 567 minutos, distruídos por 7 partidas. Números que não abonam a favor de Miguel Luís.

O jogador tem pouco espaço no plantel leonino e a imprensa portuguesa escreveu mesmo que o seu empréstimo, ainda neste mercado de transferências, está em cima da mesa. O jovem chegou a ser apontado ao Vitória de Setúbal, um negócio que, para já, ainda não se confirmou.

Quem também tem perdido espaço nas escolhas de Silas é Renan Ribeiro. O guarda-redes lesionou-se em novembro do ano passado e perdeu a titularidade na baliza dos leões para Luís Maximiano, que se tem exibido a um bom nível e que continua a merecer a confiança do treinador. O brasileiro foi apontado a uma possível saída em janeiro, mas para já perspectiva-se que continue em Alvalade pelo menos até final da temporada.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório