Meteorologia

  • 17 FEVEREIRO 2020
Tempo
12º
MIN 11º MÁX 17º

Edição

O que tem este Benfica a ver com o Benfica de 72/73 de Eusébio?

Registo de vitórias, principalmente fora de casa, deixa as semelhanças à vista.

O que tem este Benfica a ver com o Benfica de 72/73 de Eusébio?

O que têm Jimmy Hagan e Bruno Lage em comum? O treinador inglês e o português têm dos mais impressionantes registos de vitórias fora da Luz alcançado pelo Benfica. Sim, é preciso recuar ao ‘super’ Benfica de 1972/73 para chegarmos a dados como os registados pela atual equipa das águias.

Na história do clube encarnado, apenas por duas vezes o Benfica conseguiu um registo de nove vitórias nos primeiros nove jogos da I Liga como visitante. Em 2019/20 e em… 1972/73. Nesse ano, a formação orientada por Jimmy Hagan tinha nomes como Eusébio, Nené, Rui Jordão, Jaime Graça, Simões, Toni, Diamantino Miranda, Humberto Coelho ou Bento.

Ainda assim, o Benfica de Lage ainda está a ‘correr’ atrás da história. É que o número máximo de vitórias fora de casa em toda a história do clube da Luz pertence precisamente a esse Benfica de 72/73. Foram, no total, 29 encontros a vencer como visitante nessa temporada. Quanto à equipa atual das águias conta com um registo de 15 partidas consecutivas a vencer fora, tendo igualado já o segundo melhor registo do clube, em 1963/64.

Além disto, há outra coisa a somar aos dados deste Benfica e ao Benfica de 1972/73. Se as vitórias valessem três pontos, só essa equipa de há quase 50 anos suplantava o conjunto treinado por Bruno Lage. É que as águias de Jimmy Hagan somariam – relembramos, caso os triunfos valessem três pontos – 54 pontos à 18.ª jornada, mais três dos que os que somados pelo atual Benfica (51). De referir que, também o FC Porto (em 1939/40) e o Sporting (em 1946/47) conseguiram somar 51 pontos à 18.ª ronda do campeonato.

Voltando ao Benfica do presente e a esta temporada, os números falam por si e Bruno Lage, mesmo não ligando às estatísticas que abonam a seu favor, arrisca-se a estar perto de orientar uma das equipas mais bem sucedidas da história do clube.

Na Liga, o treinador de 43 anos soma 35 vitórias em 37 jogos – apenas um empate e uma derrota –, com 116 golos marcados e apenas 26 sofridos, o que perfaz uma média de 3,1 golos por jogo.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório