Meteorologia

  • 17 FEVEREIRO 2020
Tempo
18º
MIN 11º MÁX 18º

Edição

"Temos o objetivo de ultrapassar o FC Porto e atingir o segundo lugar"

Sporting e Marítimo defrontam-se, nesta segunda-feira, num duelo relativo à 21.ª jornada da Liga portuguesa.

"Temos o objetivo de ultrapassar o FC Porto e atingir o segundo lugar"

Depois da derrota diante do Sporting de Braga, na meia-final da Taça da Liga, na passada terça-feira, os leões viram novamente agulhas para o campeonato, onde nesta segunda-feira defrontam o Marítimo para a 21.ª jornada da Liga portuguesa.

A equipa de Alvalade situa-se atualmente no quarto lugar do campeonato, com 29 pontos, já o emblema insular é 11.º com 20 pontos.

A conferência de antevisão de Silas, treinador do Sporting, ficou marcada pelas várias perguntas em torno da sua continuidade em Alvalade. O técnico verde e branco abordou ainda os objetivos para esta temporada.

 Expetativas do jogo frente ao Marítimo: São as mesmas de sempre. Querer jogar para ganhar e com uma boa exibição, criando muitas ocasiões de golo. Do outro lado vamos ter um adversário que vem de seis jogos sem perder e apresenta um futebol agradável, e certamente que nos vai complicar a vida. Mas temos todos os argumentos para vencer.

Sporar pronto para ser titular? Temos aqui uma série de condicionantes. O campeonato dele (eslovaco) estava parado e, além disso, nos últimos dias teve um problema gástrico. Sexta treinou, ontem não e hoje treinou de forma condicionado. Ainda vamos ter um treino amanhã, vamos ver como ele está fisicamente. A nível técnico e táctico não nos surpreendeu.

Os 19 pontos de distância são um fardo para a segunda volta? Sente o lugar em risco?   O meu lugar está à disposição desde o primeiro dia em que entrei aqui. Eu confio é muito no meu trabalho e mesmo os 19 pontos não me dizem nada. Eu entro no treino e no jogo muito seguro daquilo que vou fazer. O meu cargo está sempre à disposição independentemente do resultado. Se tiver de sair do Sporting sairei, como qualquer um sai. Ninguém está aqui agarrado ao lugar. Comigo é muito fácil chegar a acordo para trabalhar ou para deixar de trabalhar. Eu só estou onde as pessoas me querem e onde também eu quero estar.

Este é a pior sequência de resultados desde que assumiu o Sporting. Esta fase a nível de resultados está relacionada com a situação de Bruno Fernandes?  Falhámos muitos golos nos jogos de Benfica e FC Porto e o Bruno estava lá nesses jogos, mas tratou-se de uma questão de eficácia. Claro que quando se fazem golos fala-se de uma forma de determinada exibição e quando não se conseguem os tais golos já se fala de uma exibição de outra forma. 

Estado de Bruno Fernandes neste momento: Muito bom, sempre bem disposto e sempre disponível para trabalhar. Percebo que ele esteja mais ansioso, mas não notei isso no treino, nem no jogo. Acho que vai jogar e tenho a certeza que vai jogar bem.

Garantias dadas pela direção à sua continuidade: Não ando a pedir garantias à direção todas as semana. A garantia que tenho é um contrato que assinei, mas isso não é uma garantia. Se o Sporting me quiser pode mandar-me embora. Eu não estou aqui agarrado a nada. A única garantia que tenho é o meu trabalho. Querem que a direção me diga todas as semanas que conta comigo? Nem eu faço isso com os meus jogadores. Isso não faz sentido nenhum. O futebol é feito de resultados, pouco importa se a bola vai ao ferro ou à trave. O futebol é a profissão mais volátil que existe. Sei que depois deste desafio vou ter capacidade para trabalhar em qualquer lado. Mas uma coisa eu vos garanto: eu sou inabalável e nada me consegue mandar abaixo. Agora, claro que os resultados ditam a continuidade dos treinadores, aqui ou lá fora, seja Guardiola, Conceição, Mourinho. Até do despedimento de Bruno Lage já se falou.

Pensar já na próxima temporada: Não devemos pensar já nisso, até porque temos algumas metas, como por exemplo a Liga Europa. Ainda temos uma segunda volta para disputar e não tenho descartado o segundo lugar. Eu fui contratado para trabalhar até ao final da temporada e não para ficar aqui três ou quatro anos. Nós é jogo a jogo: temos o objetivo de passar Famalicão e FC Porto e que o Braga e o Vitória SC não nos apanhem.

Falta a 'estrelinha' ao Sporting que por exemplo o Rúben Amorim tem tido no Sp. Braga: A estrelinha também se trabalha. Às vezes também é preciso a pontinha de sorte, mas no caso do Rúben Amorim não é só sorte, há ali trabalho. Como houve antes, no tempo do Sá Pinto, antes do Rúben. Agora a nós tem faltado estrelinha da sorte, como faltou frente a Benfica e FC Porto. Temos feito muitas coisas bem. Estou a lembrar-me do jogo do Braga no Dragão, onde o FC Porto fez as coisas bem e falharam duas grandes penalidades. O resultado acabou por ser 2-1 para o Sp. Braga.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório