Meteorologia

  • 04 ABRIL 2020
Tempo
12º
MIN 11º MÁX 19º

Edição

Dérbi escaldante: As nuances táticas, as figuras e os (possíveis) jokers

Sporting e Benfica enfrentam-se na noite desta sexta-feira e há muitos dados a ter em conta. Pontapé de saída está agendado para as 21h15 em Alvalade.

Dérbi escaldante: As nuances táticas, as figuras e os (possíveis) jokers

Finalmente chegou o primeiro dérbi do futebol português em 2020. Depois do Clássico que abriu o novo ano civil, no qual o FC Porto venceu o Sporting em Alvalade (2-1), é a vez do Benfica visitar o velho rival de Lisboa. Em jogo vão estar três pontos, mas há muito mais a ter em conta neste embate que promete agarrar a atenção de tudo e todos, apesar da hora tardia. 

Nos dérbis e nos Clássicos a tarefa de atribuir maior favoritismo a uma das equipas é sempre ingrata. Neste tipo de jogos, o tempo já nos ensinou que não há favoritos. Os jogadores sentem que se trata de um jogo diferente e, em alguns casos, transfiguram-se totalmente e contrariam aquilo que inicialmente a teoria prevê. 

Em Alvalade vão estar duas equipas em momentos distintos. Um Sporting que ainda parece algo estranho às ideias táticas trazidas por Silas e um Benfica mais habituado à ideologia de Lage, mas ainda à procura de encaixar o reforço de inverno Weigl

Os leões geralmente apresentam-se num 4x3x3 no qual Bruno Fernandes é peça vital para que os mecanismos leoninos funcionem. O capitão leonino, que até pode fazer esta noite o último jogo com a camisola do Sporting, está geralmente à frente de um meio-campo composto por Wendel e Battaglia/Doumbia e também procura aproximar-se de Luiz Phellype, o homem mais adiantado dos leões. 

No entanto, há uma baixa que pode tirar força ao ataque de Silas. Luciano Vietto lesionou-se na deslocação ao Bonfim (3-1) e o treinador português já confirmou que não vai ser utilizado. A ausência do espanhol tira critério, inteligência e imprevisibilidade ao ataque do Sporting, ainda que no banco de suplentes estejam valores que podem oferecer outras qualidades. 

Do lado do Benfica, a grande dúvida no onze escalado por Bruno Lage estará no ponta de lança. Carlos Vinícius ou Seferovic? Os dois jogadores têm alternado, mas no último jogo foi o avançado suíço quem saltou do banco para carimbar a passagem das águias às meias-finais da Taça de Portugal com dois golos em 11 minutos.

Outra questão pertinente está no duplo pivot que Bruno Lage vai lançar em Alvalade. Gabriel esteve a contas com um problema físico e foi baixa no jogo diante do Rio Ave, promovendo um meio-campo formado por Weigl e Taarabt. Com o médio brasileiro aparentemente recuperado, gera-se a curiosidade para perceber qual destes três nomes ficará no banco de suplentes. Todos eles oferecem aquilo que Bruno Lage pede para ocupar aquelas zonas do terreno de jogo, mas Weigl e Gabriel parecem partir com um ligeiro favoritismo face ao marroquino Taarabt

Bruno Fernandes vs Pizzi 

São as duas maiores figuras deste dérbi e também do futebol em Portugal. Bruno Fernandes e Pizzi vão ser os líderes dentro de campo de Sporting e Benfica, respetivamente, ainda que no caso do médio das águias apenas usará a braçadeira de capitão caso André Almeida não seja titular. Ainda assim, é impossível não nomear Pizzi como a figura maior do universo encarnado. O internacional português é absolutamente decisivo em todos os momentos do jogo e contribuiu com números simplesmente arrebatadores. 

Curiosamente, a mesma descrição poderia ser feita sobre a influência de Bruno Fernandes no Sporting. Porém, há uma condicionante no caso do capitão leonino. A saída para Old Trafford parece estar mais perto de acontecer do que nunca e o jogo desta noite pode mesmo ser a despedida de Bruno Fernandes do Sporting e de Alvalade. 

Seja como for, Bruno Fernandes terá a possibilidade de jogar pelo menos mais 90 minutos ao serviço do Sporting e será, certamente, a grande preocupação defensiva do Benfica.  

Os jokers guardados por Silas e Lage 

Já se sabe que neste tipo de jogos por vezes quem resolve é quem sai do banco. Silas e Bruno Lage terão de afinar estratégias ao longo dos 90 minutos e há jogadores que podem desbloquear o jogo e garantir uma importante vitória sobre o maior rival. Falamos, pois claros, dos jokers

No Sporting, Pedro Mendes poderá ser esse elemento. Depois de uma longa primeira parte da temporada em que foi lamentado, mais de uma vez, o facto de não estar inscrito na Liga, o jovem avançado português poderá estrear-se em dérbis da equipa principal e quem sabe até pode resolvê-lo. Silas já demonstrou que confia em Pedro Mendes e o jogador de 20 anos até já fez o gosto ao pé na Liga Europa. No passado sábado somou os primeiros minutos no campeonato, aquando a visita do Sporting ao Vitória de Setúbal. 

Por seu turno, Rafa Silva já recuperou de lesão, somou alguns minutos na vitória diante do Rio Ave (3-2), registada na passada terça-feira, e poderá ser uma arma a quem Bruno Lage pode recorrer caso as coisas não estejam a correr bem para as águias. Rafa dispensa apresentações e os jogadores do Sporting sabem que a velocidade não tem limites para o internacional português. Essa mesma velocidade pode desequilibrar o jogo e criar a oportunidade que pode resolver um dérbi cujo resultado pode estar muito incerto. 

Só o tempo dirá o que vai acontecer mais logo, mas de uma coisa temos a certeza. Este dérbi promete ser emotivo, escaldante e intenso do primeiro ao último minuto. E nós, cá estaremos para o contar. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório