Meteorologia

  • 20 JANEIRO 2020
Tempo
MIN 5º MÁX 11º

Edição

I Liga - Os melhores tentos apontados na última jornada

Mais vídeos

Villas-Boas não garante continuidade no Marseille após esta época

Treinador português não está contente com as mudanças na estrutura diretiva do clube francês, das quais não teve conhecimento, e poderá estar de saída.

Villas-Boas não garante continuidade no Marseille após esta época

André Villas-Boas, treinador do Marseille, confessou esta quarta-feira que poderá não continuar no emblema francês após o final desta temporada e tudo por causa de mudanças na estrutura diretiva do clube.

Jacques-Henri Eyraud, presidente do Marseille, anunciou a chegada de Paul Aldridge, que irá desempenhar as funções de consultor do presidente, para facilitar vendas de jogadores, especialmente para Inglaterra. Contudo, e de acordo com a imprensa francesa, esta chegada pode significar a saída de Andoni Zubizarreta, diretor desportivo e um dos principais impulsionadores da contratação de Villas-Boas.

Questionado sobre esta chegada, o treinador explicou que não foi informado pessoalmente desta entrada no clube.

"Vim para aqui em primeiro lugar pela grandeza do clube e, em segundo, por Zubizarreta. Já disse que o meu futuro está intimamente ligado ao futuro dele. Conseguimos trazer estabilidade a um dos clubes mais instáveis do mundo em termos desportivos e emocionais e na suas relações com a imprensa e os adeptos", assumiu Villas-Boas, que não garantiu a continuidade no clube francês para lá desta época.

"Devia responder com franqueza, mas não posso. Tenho de ter cuidado com o que digo. Vocês sabem que eu sou um homem do mundo. Deixei o meu cargo de treinador na China, onde me pagavam 12 milhões de euros, para ir para o Dakar em 2018. Estava mais perto de ir para o México ou para a Argentina do que voltar à Europa e assinar pelo Marselha. Mas vim pela minha relação com o Zubizarreta. Se levarem isso em conta, já têm a vossa resposta", atirou.

O ex-treinador do FC Porto garantiu que está muito "feliz" no Marseille, mas não fechou a porta a novas aventuras.

"Para mim o futebol é viver boas experiências. Não tenho limites geográficos. Posso treinar no Japão ou no Brasil. O projeto e as relações de confiança são a minha forma de viver", concluiu.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório