Meteorologia

  • 17 SETEMBRO 2021
Tempo
22º
MIN 18º MÁX 26º

Edição

Prémio Nacional de Conto Manuel da Fonseca com 72 obras a concurso

Um total de 72 obras literárias vai estar a concurso na edição deste ano do Prémio Nacional de Conto Manuel da Fonseca, anunciou hoje a Câmara de Santiago do Cacém, a entidade promotora da iniciativa.

Prémio Nacional de Conto Manuel da Fonseca com 72 obras a concurso

O município revelou hoje, em comunicado, que, das 72 obras submetidas a concurso, duas delas foram "enviadas do estrangeiro, uma do Brasil e outra do Reino Unido", enquanto as restantes são de autores que "representam todo o território nacional, à exceção das regiões autónomas".

A iniciativa, que tem caráter bienal e que vai na 11.ª edição, visa distinguir uma coletânea de contos originais escrita, em português, por um autor, maior de idade, natural de qualquer país da comunidade lusófona, explicou a autarquia alentejana, do distrito de Setúbal.

A obra vencedora da edição deste ano do prémio vai ser conhecida em outubro, acrescentou a organização, que não divulgou, contudo, a data exata desse anúncio.

O prémio, segundo o município, homenageia o "grande escritor" Manuel da Fonseca, natural daquele concelho alentejano e "figura incontornável da literatura portuguesa".

Trata-se também de uma forma de prestar homenagem à obra deste autor, "sobretudo através da forma narrativa do conto", em que Manuel da Fonseca "revelou toda a sua excelência", afirmou.

E, simultaneamente, sublinhou a câmara, "contribui para a revelação de novos criadores" da língua portuguesa, que "é garante da soberania nacional e elemento essencial do património cultural português".

O Prémio Nacional de Conto Manuel da Fonseca é atribuído desde 1995 e, nesta edição, contempla um prémio pecuniário de quatro mil euros para o autor da obra que vier a ser selecionada pelo júri, a qual tem ainda edição garantida.

O júri, que é sempre formado por três elementos convidados pelo município, é constituído, este ano, pelo vice-presidente da Associação Portuguesa de Escritores, José Correia Tavares pelo jornalista e crítico literário João Morales e pela professora Paula Rodrigues.

Na 10.ª edição, em 2014, em que foram admitidas 22 obras originais de autores lusófonos, a coletânea vencedora foi 'Contos Infalíveis', de Henrique Santos do Carmo Madeira, que concorreu sob o pseudónimo José Joaquim Marcelino Madeira.

O júri decidiu ainda atribuir duas Menções Honrosas, a 'Ruído de Fundo', de Rui Miguel Oliveira Herbon (sob pseudónimo Jesper), e à obra 'Os Filhos Bastardos e Outros Contos Uterinos', de Marlene Correia Ferraz (sob pseudónimo José Luz).

Manuel Lopes Fonseca (1911-1993), conhecido no mundo das letras como Manuel da Fonseca e natural de Santiago do Cacém, foi poeta, contista, romancista e cronista, deixando obras como os romances 'Cerromaior' (1943) e 'Seara de Vento' (1958).

Vários volumes de poesia e também de contos, como 'O Anjo no Trapézio' (1968), ou 'O Fogo e as Cinzas' (1953), também fazem parte do seu legado literário.

Nas suas obras, marcadas pela intervenção social e política, relatou a dureza da vida no Alentejo, realidade que lhe era próxima.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório