Meteorologia

  • 19 FEVEREIRO 2020
Tempo
13º
MIN 7º MÁX 19º

Edição

Museu Berardo com mais de meio milhão de visitantes em 2014

O Museu Coleção Berardo, em Lisboa, recebeu 572.355 visitantes em 2014, num aumento de 2% em relação ao ano anterior, quando sofreu uma quebra nas entradas, devido ao início do encerramento às segundas-feiras, segundo a instituição.

Museu Berardo com mais de meio milhão de visitantes em 2014
Notícias ao Minuto

15:28 - 09/01/15 por Lusa

Cultura Aumento

Contactado pela Lusa sobre o balanço de visitantes de 2014, o gabinete de imprensa do museu indicou que a subida de cerca de dois por cento do número global de visitantes, em relação a 2013, se traduziu em mais 9.741 visitantes nas exposições.

O museu inaugurou em 2007, nas instalações do Centro Cultural de Belém (CCB), no âmbito de um acordo estabelecido por dez anos com o Estado, e mantém as entradas gratuitas desde a abertura.

Os estrangeiros foram o público em maioria em 2014, com 58% das entradas registadas (329.767), ficando os portugueses com 42% (242.588).

França, Reino Unido, Itália, Alemanha, Espanha e Brasil - por ordem decrescente - foram os países de origem da maioria dos visitantes estrangeiros.

Ainda segundo a contabilização desta entidade, a exposição permanente mais visitada foi "Museu Coleção Berardo (1900-1960)", com um total de 194.441 visitantes, correspondendo a uma média de 623 entradas por dia, ao longo dos 312 dias de exibição.

Quanto à exposição temporária mais visitada, foi "Uma Conversa Infinita", inaugurada a 10 de julho, e que continua patente, com um total de 50.223 visitantes, contados até 31 de dezembro, correspondendo a uma média de 337 entradas por dia, ao longo dos 149 dias de exibição.

No ano passado, o Serviço Educativo do museu realizou um total de 2.061 visitas guiadas, com 42.024 participantes.

Em 2013, o Museu Berardo tinha recebido 562.614 visitantes e, em 2012, um total de 580.814. O aumento de 9.741 visitantes, em 2014, representa uma recuperação superior a 50% do número de entradas perdidas no ano anterior.

O recorde de visitantes verificou-se no entanto em 2010, com 964.000 entradas, segundo as estatísticas fornecidas à Lusa.

A quebra verificada em 2013 está relacionada, segundo o próprio museu, com o encerramento à segunda-feira, a partir de maio desse ano.

"Em 2014 estivemos fechados mais 17 dias do que em 2013, mas mesmo assim aumentaram os visitantes", apontou o gabinete de imprensa.

Com o objetivo de reduzir custos, o conselho de administração da Fundação Coleção Berardo, que gere o museu, anunciou em abril de 2013 que iria encerrar às segundas-feiras, pondo fim à filosofia de abertura permanente ao público, desde a inauguração. O museu só encerrava a 25 de dezembro.

Na altura, em declarações à Lusa, o presidente da Fundação, empresário e colecionador de arte Joe Berardo, tinha estimado uma poupança anual de 65 mil euros, e uma perda de oito por cento dos visitantes com esta medida.

Desde a abertura, em junho de 2007, até 31 de dezembro de 2014, o museu de arte moderna e contemporânea soma um total de 4.812.159 visitantes.

O museu é gerido por uma fundação criada em 2006, presidida por Joe Berardo, e que também tem participação do Estado.

Acolhe um acervo composto por 862 obras de arte moderna e contemporânea de artistas portugueses e estrangeiros e está avaliado pela leiloeira Christie's em 316 milhões de euros.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório