Meteorologia

  • 17 JUNHO 2024
Tempo
21º
MIN 16º MÁX 22º

Poeta Nuno Júdice vai ser homenageado na Feira do Livro de Lisboa

O poeta Nuno Júdice, que morreu em março, aos 74 anos, vai ser homenageado na Feira do Livro de Lisboa, na sexta-feira, por convidados e amigos que lerão poemas e recordarão histórias suas, anunciou a Dom Quixote.

Poeta Nuno Júdice vai ser homenageado na Feira do Livro de Lisboa
Notícias ao Minuto

18:23 - 27/05/24 por Lusa

Cultura Homenagem

Esta iniciativa do grupo editorial Leya, que edita a obra do autor de "A Noção do Poema", contará com a presença de António Carlos Cortez, profundo conhecedor do trabalho poético de Nuno Júdice, que ficou bem expresso no livro "Um Canto na Espessura dos Textos", todo ele dedicado ao poeta.

O também poeta - e professor de Literatura Portuguesa, ensaísta e crítico literário -- vai conversar com convidados e amigos próximos do homenageado, de quem irão ser lidos alguns poemas e recordadas histórias.

Estão convidados a participar nesta homenagem, não só os amigos, mas também os leitores e os admiradores de Nuno Júdice, que terão aqui uma oportunidade de celebrar o homem, o poeta, o tradutor, o intelectual e autor de uma obra aplaudida e premiada, nacional e internacionalmente, destaca a editora, em comunicado.

Nuno Júdice morreu no dia 17 de março deste ano, deixando uma obra literária que soma perto de 80 títulos, que se estendem ao conto, ao romance e ao ensaio, a última das quais foi o livro de poemas "Uma Colheita de Silêncios", publicado em 2023.

Nesse livro, o poeta fala do mundo em volta, multiplicando referências históricas, assim como à arte e à literatura, para abordar esses "silêncios" vindos da passagem do tempo, e que são tudo ou quase tudo.

Para Nuno Júdice, "escrever o poema é aceder a um tempo primordial", escreveu António Carlos Cortez, numa análise à obra do escritor publicada no Jornal de Letras, Artes e Ideias (JL), em 09 de março de 2022, quando se assinalavam os 50 anos sobre a publicação do seu primeiro livro.

Para o poeta nascido na Mexilhoeira Grande, em Portimão, no distrito de Faro, em 1949, o mais relevante na sua poesia era a imagem, a possibilidade de ver e dar a ver, "o que fica nas palavras daquilo que se viveu".

Além desta homenagem, a Leya destaca, entre as iniciativas previstas para a Feira do Livro de Lisboa, a visita do escritor espanhol Fernando Aramburu, autor dos famosos "Pátria" e "O Regresso dos Andorinhões", que marcará presença, na quinta-feira, dia 30, para apresentar o seu mais recente romance, "Filhos da Fábula", e conversar com os leitores portugueses.

No mesmo dia, vão estar à conversa o escritor João Ricardo Pedro, autor do romance vencedor do Prémio Leya 2011, "O teu rosto será o último", o realizador Luís Filipe Rocha, que adaptou a obra ao cinema, e o jornalista Rui Lagartinho.

"O Teu Rosto Será o Último", livro que arrancou o autor ao anonimato, aborda vários momentos da História recente de Portugal, da guerra colonial ao 25 de Abril.

A adaptação cinematográfica de Luís Filipe Rocha tem estreia prevista para 06 de junho, com as interpretações de Rita Durão, Nuno Nunes, Vincent Wallenstein e Adriano Luz, e explora a história de um menino-prodígio do piano, tendo como pano de fundo a saga de uma família marcada pelos longos anos de ditadura, pela repressão política e pela guerra colonial.

Leia Também: Luz 'pintada' de vermelho por… Taylor Swift. Os concertos vistos de cima

Recomendados para si

;
Campo obrigatório