Meteorologia

  • 20 JUNHO 2024
Tempo
18º
MIN 15º MÁX 22º

Espanha junta-se a Portugal em queixa de assédio de Israel na Eurovisão

Em causa estará alegado assédio por parte da comitiva de Israel.

Espanha junta-se a Portugal em queixa de assédio de Israel na Eurovisão
Notícias ao Minuto

12:12 - 17/05/24 por Notícias ao Minuto

Cultura Eurovisão

Completa-se cerca de uma semana depois da final da edição mais polémica da Eurovisão. Embora o evento já tenha culminado, continuam a  surgir polémicas relacionadas com o festival, a maioria delas relacionadas com a participação de Israel no certame.

Recorde-se que várias comitivas se queixaram de estarem a ser alvo de perseguição por parte da equipa de Israel. Entres eles estavam Grécia, Suíça, Irlanda e Países Baixos.. e à qual se juntou Portugal, depois de membros da delegação portuguesa no Festival da Eurovisão, afirmaram ter assistido a casos de assédio e perseguição por parte de elementos da delegação de Israel presentes nos bastidores da sala da Malmö Arena.

Embora tenha decidido manter uma postura mais neutra, a Espanha, que foi representada por Nebulossa, vem agora juntar-se ao role de queixas.

Segundo o 20 minutos, RTVE já tinha pedido aos organizadores do festival que garantissem a liberdade de expressão depois de a imprensa israelita ter assediado um jornalista espanhol. A delegação do país vizinho tentou lidar com esta questão de forma discreta, mas acabou agora por torná-la pública.

Recorde-se que a queixa de Portugal estava também relacionada com o facto de a atuação de iolanda não ter sido publicada nas redes sociais após a sua atuação, como aconteceu com os restantes participantes. Na origem desta situação, estará o facto de  a cantora lusa se ter apresentado em palco com as unhas pintadas  com o padrão do popular 'keffiyeh', lenço que é símbolo da resistência palestiniana.  

Já a delegação israelita considera ter sido alvo de “uma demonstração de ódio sem precedentes” por parte de outros países e dos seus concorrentes no Festival Eurovisão da Canção, que decorreu em Malmö, na Suécia, entre os dias 7 e 11 de maio. A 68.ª edição do evento foi marcada por protestos – tanto fora, como dentro dos bastidores – contra a participação de Israel, tendo em conta a escala do conflito com o Hamas.

Leia Também: Israel terá sofrido "demonstração de ódio sem precedentes" na Eurovisão

Recomendados para si

;
Campo obrigatório