Meteorologia

  • 07 MARçO 2021
Tempo
14º
MIN 11º MÁX 18º

Edição

Teatros sobem o pano online na "sala de todos os espectadores"

O Teatro Nacional de S. João, do Porto, e o D Maria II, em Lisboa, têm transmissões online das peças que tinham em cartaz e que viram as sessões canceladas devido ao confinamento decretado no passado dia 14.

Teatros sobem o pano online na "sala de todos os espectadores"
Notícias ao Minuto

20:00 - 22/01/21 por Lusa

Cultura Teatros

A peça "As três irmãs", de Anton Tchekhov, concebida e dirigida por Carlos Pimenta, e "Autópsia", a mais recente criação da coreógrafa Olga Roriz, são as propostas 'online' do teatro nacional do Porto, enquanto o D. Maria II inicia as transmissões no dia 29, com "Carta", a nova criação de Mónica Calle, que teve duas representações em antestreia antes de decretado o confinamento.

O Teatro S. Luiz e o Teatro do Bairro também divulgaram hoje as coordenadas de acesso aos seus espetáculos 'online', juntando-se a propostas já conhecidas de companhias como o Teatro da Garagem e o Teatro Aberto.

Do Teatro Nacional D. Maria II, "Carta" estará disponível para visualização até 12 de fevereiro, e os bilhetes, a três euros, estão disponíveis na plataforma Bilheteira OnLine (Bol).

A partir de dia 30, o D. Maria II volta a abrir a Salinha Online, dando início à exibição de mais de 20 histórias pensadas para a infância, realizadas por diversos artistas, a partir das suas próprias casas.

A Salinha Online é uma iniciativa do D. Maria II e do Grupo Ageas Portugal, conta com o apoio da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e da Câmara Municipal de Lisboa. O acesso a todas as histórias é gratuito e é transmitido na plataforma Vimeo (https://vimeo.com/showcase/7000465).

A cada domingo, o D. Maria II vai recuperar também as memórias de pessoas de diferentes gerações, ligadas à história do teatro e às profissões que o fazem, no projeto Corrente de Transmissão.

Dirigido por Maria João Guardão, Corrente de Transmissão é um projeto em vídeo, que mergulha nos bastidores do teatro em busca das histórias dos seus protagonistas.

A primeira conversa realiza-se no dia 31, e será entre a jovem atriz Carolina Passos Sousa e o ator do elenco residente do D. Maria II, José Neves. O Corrente de Transmissão pode ser visto no canal de Youtube do D. Maria II.

Ao longo deste período continuarão ainda em cena "Teatra", o 'podcast' do D. Maria II, onde quinzenalmente Mariana Oliveira convoca diversas personalidades da cultura para uma conversa sem guião, e "Ensaio Geral ao Vivo no D. Maria II", o magazine cultural da Rádio Renascença, onde se conversa sobre os mais variados temas relacionados com o Teatro.

No S. Luiz, com o confinamento geral, "Cabaret Repórter X", o espetáculo de teatro musical de André Murraças, "muda-se da Sala Mário Viegas para a sala de todos os espetadores", via 'online', como escreve esta casa de espetáculos.

O espetáculo fica em cena de 26 a 31 de janeiro e de 2 a 7 de fevereiro, às 19:30, de terça a sábado, e às 16:00, ao domingo.

Os bilhetes, no valor de três euros, também estão à venda na venda plataforma Bol.

Quanto ao Teatro do Bairro e a "Yerma" e "Destruição de Sodoma", as duas primeiras peças de Federico García Lorca, da "Trilogia Dramática da Terra Espanhola", já estão disponíveis para sere vistas em 'streaming', até dia 7 de Fevereiro, na sala virtual desta casa de espetáculos, na plataforma Bol.

Com encenação de António Pires, as duas peças foram estreadas na sala do teatro e na galeria Graça Brandão, em vésperas do início do confinamento, no passado dia 13.

"Pela segunda vez, por imposição das novas medidas de contenção da pandemia, fechámos portas, suspendemos a programação prevista e todas as atividades presenciais", escreve o teatro.

"Yerma" e "A Destruição de Sodoma" são os dois primeiros espetáculos de Federico García Lorca que António Pires encena da Trilogia Dramática da Terra Espanhola, que inclui ainda "Bodas de Sangue", um ciclo previsto decorrer em três palcos diferentes, assegurado pelo mesmo elenco, de doze atores, como se de uma única obra se tratasse, como descreve o teatro.

A "Trilogia Dramática da Terra Espanhola" estaria em cena até 21 de fevereiro, no Teatro do Bairro e na Galeria, a que se sucederia a apresentação de "Bodas de Sangue, no Teatro S. Luiz.

"Impedidos de cumprir a função e, porque nos orgulhamos do trabalho feito, queremos fazê-lo, ainda assim, mesmo à distância e de forma diferente, e com a certeza de que neste intervalo seguiremos em frente, juntos e em segurança", escreveu hoje o Teatro do Bairro, na divulgação da apresentação em 'streaming'.

Estas apresentações 'online' juntam-se a outras já anunciadas como a minissérie do Teatro Aberto, a estrear no próximo dia 26, com quatro episódios em vídeo e em 'podcast', realizados por João Lourenço e Nuno Neves.

A minissérie é composta por conversas, conduzidas pelo jornalista Tiago Palma, com as protagonistas da peça "Só eu escapei", suspensa devido ao confinamento: Maria Emília Correia, Cataria Avelar, Márcia Breia e Lídia Franco.

No dia 26 é transmitido o episódio com Maria Emília Correia e, nos dias 02, 09 e 16 de fevereiro, as conversas com Catarina Avelar, Márcia Breia e Lídia Franco, respetivamente.

"O espetáculo 'Só Eu Escapei' regressará logo que seja possível ao palco do Teatro Aberto, mas, até lá, os nossos espetadores do teatro vão poder conhecer melhor cada uma das atrizes que interpretam as quatro personagens", lê-se no comunicado do teatro.

Os quatro episódios vão estrear-se em simultâneo no Youtube, no Facebook e no Spotify.

O Teatro da Garagem, por seu lado, também anunciou a exibição da nova versão de "Black Stars", na plataforma digital RTP Palco, onde se estreou na quinta-feira.

"Black Stars" é a 100.ª criação do Teatro da Garagem e, segundo diretor artístico da companhia, Carlos J. Pessoa, uma peça na qual "estrelas negras" buscam o reconhecimento.

Com texto e direção artística são de Carlos J. Pessoa, "Black Stars" estreou-se em fevereiro de 2018, no Spazio Teatro No'hma (em Milão, Itália), e recebeu, nesse ano, a Menção Honrosa no Prémio Internacional Il Teatro Nudo di Teresa Pomodoro.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório