Meteorologia

  • 09 DEZEMBRO 2019
Tempo
11º
MIN 10º MÁX 17º

Edição

Associação Gerações inaugura espaço 'Muitos Dias Têm Cem Anos'

A Associação Gerações, em Vila Nova de Famalicão, que celebra este ano três décadas, vai quinta-feira inaugurar o espaço 'Muitos Dias Têm Cem Anos', um local para gente dos quatro meses até aos "anos que já não se contam".

Associação Gerações inaugura espaço 'Muitos Dias Têm Cem Anos'
Notícias ao Minuto

19:00 - 21/11/19 por Lusa

Cultura Gerações

Em declarações à Lusa, o presidente da direção, Mário Martins, explicou que a associação "nem sempre se chamou assim", tendo sido primeiro Associação Ludoteca de Famalicão, "um nome redutor para todo o trabalho desenvolvido", entre berçário, creche, Clube Sénior, centro comunitário e centro educativo.

A 'Gerações', que funciona em regime de Instituição Privada de Solidariedade Social e com fundos próprios, apontou o dirigente, "tem um especial cuidado com os seniores", sendo que a nova valência é "especialmente" vocacionada para eles.

Instalada num antigo solar recuperado, o local vai receber o Centro Comunitário da associação: "Vamos ter desde crianças de quatro meses a quem já os anos não se contam", explicou, apontando que o "atual utente mais idoso tem 95 anos mas tanto está inscrita nas aulas de treino de memória como de dança".

Alias, referiu, "a particularidade da 'Gerações' é a atenção dada a esta faixa etária mais alta".

Sobre o nome escolhido para o novo espaço, 'Muitos Dias Têm Cem Anos', Mário Martins explicou que "hoje morre-se cada vez mais tarde e é cada vez mais frequente haver pessoas com 80, 90 e 100 anos. E 100 anos têm muitos dias que não têm que ser de solidão", respondeu, aludindo ao romance de Gabriel Garcia Marquez Cem anos de Solidão.

A solidão é mesmo um dos "inimigos a combater" por esta associação, sentimento "muito comum" entre a geração mais envelhecida: "Aqui recebemos bebés, crianças, jovens e idosos, num regime solidário que queremos também que seja intergeracional. Estamos atentos às particularidades do nosso meio e o envelhecimento ativo é uma das nossas maiores preocupações. E não deixa de ser curioso que a atividade que envolve mais seniores é a informática", disse.

Para Mário Martins, a curiosidade dos mais velhos "pelos computadores, redes sociais e tudo o que esteja ligado ao conhecimento mostra que não há idade para deixar se aprender".

Na renovação do solar, a "Gerações" investiu cerca de 110 mil euros, tendo a autarquia contribuído com 30 mil: "A casa não é nossa, é em regime de aluguer de longa duração mas não escondo o nosso desejo de um dia virmos a adquirir o espaço", admitiu o dirigente.

Ao serviço de mais de 300 utentes, o Clube Sénior da "Gerações" acaba por ser aquele que mais gente serve, cerca de 180 e entre eles há um "dizer" comum que explica o espírito do coletivo.

"Vivemos a aprender e morremos sem saber", confidenciou o dirigente.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório