Meteorologia

  • 19 MAIO 2019
Tempo
19º
MIN 17º MÁX 21º

Edição

Cascais recebe Festival ID - No Limits na próxima semana

As músicas eletrónica e urbana vão estar em destaque, na sexta-feira e no sábado, em Cascais, na primeira edição do festival ID - No Limits, cujo cartaz inclui Madlib, Little Dragon, Arca, IAMDDB e Kamaal Williams.

Cascais recebe Festival ID - No Limits na próxima semana
Notícias ao Minuto

13:30 - 23/03/19 por Lusa

Cultura Música

O festival, uma "evolução do Lisboa Dance Festival, que contava com três edições", vai decorrer no Centro de Congressos do Estoril, em Cascais.

De acordo com a promotora Karla Campos, na sexta-feira, dia 29, e no sábado, dia 30, irá ouvir-se naquele edifício "o que os grandes centros urbanos estão a ouvir no mundo: eletrónica (techno, house), hip-hop, r&b, soul, jazz". "Música contemporânea, que identificamos como urbana", referiu em declarações à Lusa.

As atuações irão dividir-se por "cinco espaços diferentes" dentro do Centro de Congressos do Estoril, um dos quais um auditório, com lugares sentados.

Num espaço "aberto, amplo" irá funcionar uma 'silent disco' [discoteca silenciosa, em português]. Aí, atuarão dois DJ por dia -- Sheru Vari e Nuria, no sábado, e Progressivu e DJ Respeito, no domingo. "Passamos por ali e não ouvimos nada, só se formos buscar os 'phones', e poderemos escolher ouvir um dos dois", explicou Karla Campos.

Dos 25 artistas que compõem o cartaz, a promotora destaca: Madlib, "artista e produtor que inspira os mais recentes nomes do hip-hop e da soul e que se estreia ao vivo em Portugal", os Little Dragon, "no estilo mais electro-pop", Kamaal Williams, "num estilo jazz/hip-hop", Arca, "que pela forma como canta e mixa com DJ e a sua roupa é um performer por excelência", IAMDDB, "claramente hip-hop, r&b e também uma das cabeças de cartaz", e, a fechar o palco principal, Hunee, "um coreano que vive em Berlim Hunee, que apresenta sets de eletrónica techno muito envolvida com harmonia do disco e da soul", e Pearson Sound, "assumidamente techno".

Karla Campos destaca também a "promoção de artistas novos", como Colónia Calúnia, Kerox, Dead End, HAAI e a curadoria Park Beat (editora portuguesa de hip-hop).

Além da música, o festival inclui uma instalação de arte apresentada pelo coletivo NEKYIA. De acordo com Karla Campos, trata-se de uma "projeção com seis metros de altura, que mistura parte plástica da imagem projetada numa tela". "Essa figura que se vai projetar vai movimentar-se, alterar-se, pela interatividade do público", revelou.

As portas do Centro de Congressos do Estoril irão abrir às 19:00 e os concertos começam às 20:30, tanto na sexta-feira como no sábado.

Para chegar ao recinto, a promotora estabeleceu uma parceria com a CP, havendo nesses dias um "bilhete de comboio de ida e volta [na linha de Cascais], exclusivo para portadores de bilhete do festival".

Além disso, os espectadores irão beneficiar de uma promoção na prestadora de serviços eletrónicos na área de transporte privado urbano KAPTEN_, que terá um ponto de recolha junto ao recinto.

MobiCascais irá disponilizar bicicletas e trotinetas elétricas para o trajeto entre a estação de comboios do Estoril e o Centro de Congressos, entre as 18:30 e as 20:30. "Os alugueres serão gratuitos, mediante apresentação de bilhete do festival e registo no MobiCascais", refere a organização.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório